Trânsitos de vozes e memórias: dimensões sociais, patrimoniais e institucionais das tradições culturais do Cariri Cearense

Resumo

Discute o livre desenvolvimento da cultura e da preservação da memória diante dos processos de desigualdade e exclusão social, a partir dos mestres da cultura e brincantes do Cariri cearense. Acerca dessa questão, objetiva diagnosticar a situação das tradições culturais do Cariri cearense, tendo em vista as dimensões socioeconômicas e institucionais que permeiam sua salvaguarda, desdobrando-se nos seguintes objetivos específicos: explicitar a situação de vida dos mestres da cultura e brincantes identificando a influência desta na preservação da memória cultural no Cariri cearense; Cartografar as ações desenvolvidas em âmbito institucional local para fomento e salvaguarda das tradições culturais; e por fim, utilizar o instrumental teórico crítico da Ciência da Informação para a reflexão acerca da memória, em suas dinâmicas, representações e ações de preservação no âmbito do Cariri cearense. Realiza o estudo através de entrevistas semiestruturadas, configurada na ferramenta metodológica da História Oral, assim como utiliza o suporte da técnica da análise documental, para auxiliar na identificação dos sentidos sociais e institucionais que circundam as tradições orais.

Palavras-chave: Memória. Cultura. Tradição cultural. Oralidade. Patrimônio intangível.

Biografia do Autor

Vitória Gomes Almeida, Universidade Federal da Paraíba
Mestranda em Ciência da Informação na Universidade Federal da Paraíba. Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Cariri. Capacitada em Gestão Cultural pelo Ministério da Cultura - Universidade Federal do Cariri. Atua na área de produção cultural, com ênfase em ações voltadas para o incentivo à leitura. Desenvolve estudos e pesquisas sobre os seguintes temas: memória, oralidade e patrimônio cultural.
Izabel França de Lima, Universidade Federal da Paraíba
Professora Adjunta do Departamento de Ciência da Informação e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do Centro de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal da Paraiba (UFPB). Doutora em Ciência da Informação, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Educação, pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Diretora da Editora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
Publicado
2017-06-30
Seção
Pesquisas em andamento