Os fundamentos da diplomática contemporânea na preservação de documentos arquivísticos digitais

  • Henrique Machado dos Santos Universidade Federal de Santa Maria
  • Daniel Flores

Resumo

Os avanços das tecnologias da informação contribuíram para a disseminação de suas ferramentas na sociedade. Da mesma forma, estas ferramentas foram introduzidas no campo arquivístico, resultando no advento do documento arquivístico digital. Sua rápida introdução na Arquivologia trousse dúvidas em relação a sua autenticidade e confiabilidade quando preservados em longo prazo. Desta forma, este artigo tem por objetivo demonstrar o papel da diplomática contemporânea na preservação digital. Partindo dessa abordagem interdisciplinar, juntamente com os fundamentos da preservação digital, podem-se obter documentos arquivísticos digitais autênticos e confiáveis, promovendo o acesso contínuo em longo prazo.

Palavras-chave: Arquivologia. Documento arquivístico digital. Diplomática contemporânea. Preservação digital.

Link: https://www.seer.furg.br/biblos/article/view/4825

Biografia do Autor

Henrique Machado dos Santos, Universidade Federal de Santa Maria
Bacharel em Arquivologia pela Universidade Federal de Santa Maria, membro do grupo de pesquisa CNPq: GED/A. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Arquivologia, atuando principalmente nos seguintes temas: preservação digital, difusão, tecnologia da informação, digitalização, software livre e instrumentos arquivísticos.
Daniel Flores
Doutor em Documentação pela USal, concluiu o Doutorado em Metodologías y Líneas de Investigación en Biblioteconomía y Documentación - Universidad de Salamanca/España em 2006 (Revalidado/reconhecido no Brasil ao título de Doutor em Ciência da Informação pela UFRJ/IBICT com bolsa CAPES),
Publicado
2017-10-04
Seção
Resumos de artigos científicos