Biblioteca infantil como lugar de encantamento

  • Ana Senna Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Maria de Fatima S. O. Barbosa Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Thaiane Almeida Souza

Resumo

Esse artigo, com base em tese de doutoramento, apresenta breve panorama sobre a importância da biblioteca e leitura para as comunidades, tendo como inspiração a biblioteca infanto-juvenil (denominada Ana Maria Machado), que faz parte da Biblioteca Comunitária Paulo Coelho, situada na favela do Pavão-Pavãozinho. Para isso, foram realizadas pesquisa de campo, entrevistas, visitas, observação virtual e observação não participante, além de pesquisa bibliográfica, cujos fundamentos alicerçam o assunto escolhido. As entrevistas apontam a biblioteca infantil do espaço em foco como diferenciador nos resultados educacionais das crianças e jovens usuários da biblioteca. Como desdobramento da pesquisa, está sendo desenvolvida uma parceria entre o Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação e o CAPSI CARIM. O Centro de Atenção e Reabilitação à Infância e Mocidade (CARIM UFRJ) está alocado no Instituto de Psiquiatria (IPUB), um órgão suplementar do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O projeto que será cadastrado no SIGPROJ (MEC) tem como objetivo a criação de uma Biblioteca Infanto-Juvenil Especializada para crianças e adolescentes com necessidades especiais mentais, baseada em todas as recomendações necessárias para tornar-se um espaço para promover encontros e criar vínculos. O Projeto vem ao encontro de uma ação atual da UFRJ que vem recebendo alunos com deficiência e promove um trabalho conjunto entre instâncias da universidade com o Fórum Permanente UFRJ Acessível e Inclusiva.

Palavras-chave: Leitura. Biblioteca infanto-juvenil-Brasil. Transtornos mentais. Inclusão social.

Link: https://revistas.ufrj.br/index.php/rca/article/view/12002

Publicado
2017-10-23
Seção
Resumos de artigos científicos