Startups e o consumo de comunicação: possibilidades por variáveis de influência em redes sociais digitais

  • Laís Karla da Silva Barreto Universidade Potiguar
  • Alípio Ramos Veiga Neto Universidade Potiguar
  • Francisca Simonely de Vasconcelos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN)
  • Raquel Priscyla da Silva Costa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN)

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo identificar as variáveis de influência das redes sociais digitais no consumo de comunicação promovido pelas startups. O referencial teórico baseou-se no estudo das relações entre redes sociais digitais e comunicação, e análise conceitual e crítica das startups. A investigação se deu por estudo de casos múltiplos, no qual para obter as informações necessárias foram realizadas entrevistas semiestruturadas, aplicadas em ambiente virtual, com oito startups. Verificou-se que para identificar as variáveis se fez necessário a criação de três categorias, e destas originaram-se as seguintes variáveis: comunicação, relacionamento, divulgação, velocidade, clientes (internautas ou usuários), interatividade, abrangência, custo, diagnóstico, conteúdo, publicações e monitoramento. As respostas vindas das startups, contribuíram para entendimento sobre redes sociais digitais, startups e comunicação através das variáveis criadas por essa triangulação.

Palavras-chave: Redes Sociais. Startups. Comunicação.Variáveis de influência.

Link: https://www.revistas.ufg.br/ci/article/view/46990/24686

Biografia do Autor

Laís Karla da Silva Barreto, Universidade Potiguar
Possui Doutorado e Mestrado pelo Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem (UFRN) e especialização em Práticas Pedagógicas no Ensino Superior pela Universidade Potiguar. Integra o quadro docente do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Potiguar.
Alípio Ramos Veiga Neto, Universidade Potiguar
Psicólogo com doutorado na área comportamental. Atualmente é Coordenador do Programas do Doutorado em Administração e docente permanente no Mestrado em Psicologia Organizacional da Universidade Potiguar (Natal). Consultor da CAPES para a área de Administração e membro do Conselho Técnico e Científico da FAPERN.
Francisca Simonely de Vasconcelos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN)
MBA em Administração Financeira, pela UNIRN - Liga de Ensino do Rio Grande do Norte (2014). Diretora de Administração do IFRN/Campus Macau.
Raquel Priscyla da Silva Costa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN)
Mestranda em Administração. Possui Pós-graduação em Gestão Estratégica de Negócios pelo Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN). Integra o quadro de servidores técnicos administrativos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN.
Publicado
2018-05-07
Seção
Resumos de artigos científicos