A noção de documento: questões para uma abordagem cosmopolítica.

  • Thulio Pereira Dias Gomes Universidade Federal Fluminense
  • Marilda Lopes Ginez de Lara Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Resumo

Apresenta questões para uma expansão da noção de documento numa perspectiva cosmopolítica. Assume como objetivo principal indicar alternativas à tradicional noção de documento presente na documentação. Como objetos específicos, almeja situar a noção de documento na cultura ocidental e levantar possibilidades de expansão dessa noção numa perspectiva cosmopolítica. Discute a necessidade de pensar, de reconhecer e de desenvolver outras lógicas na intenção de renovar o pensamento hegemônico. Expõe o rizoma e a coreografia como alternativas ao pensamento ocidental. Levanta possibilidades dessas imagens do pensamento contribuírem para a expansão da noção de documento. Questiona o posicionamento da ciência da informação frente à diversidade cultural no contexto de uma sociedade da informação heterogênea. Conclui que a expansão da noção de documento, por sua centralidade na ciência da informação, é uma das formas de rever e propor alternativas aos caminhos hoje hegemônicos. A revisitação da noção de documento poderá contribuir para a radicalização da democracia na medida em que permitir o reconhecimento de regimes informacionais de grupos desfavorecidos e oprimidos, de maneira a trazer a oportunidades destes reivindicarem seu espaço dentro da sociedade da informação e do conhecimento. A expansão da noção de documento é uma forma de ampliar o escopo de atuação da ciência da informação.

Palavras chave: Documento. Diversidade cultural. Sociedade da informação.

Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/744

Biografia do Autor

Thulio Pereira Dias Gomes, Universidade Federal Fluminense
Doutorando em Ciência da Informação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Bibliotecário-documentalista da Superintendência de Documentação da Universidade Federal Fluminense.
Marilda Lopes Ginez de Lara, Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.
Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Professora Doutora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos