Diagnóstico arquivístico como instrumento à proposta de uma política de gestão de documentos: um relato de experiência no SEBRAE/PB

  • Rayan Aramís de Brito Feitoza UFPB
  • Sonia Scoralick de Almeida UFPB
  • Ediene Souza de Lima SEBRAE-PB

Resumo

Os arquivos das organizações armazenam documentos produzidos a partir de suas atividades e precisam estar previamente organizados, a fim de proporcionarem o acesso, uso e disponibilização eficiente do documento arquivístico. Esta pesquisa objetiva apresentar um relato da experiência vivenciada no arquivo do Sebrae/PB sobre a importância do diagnóstico arquivístico como instrumento à proposta de uma política de gestão de documentos que visa reduzir incertezas e subsidiar as ações, à medida que essa informação seja administrada com economia e eficácia e permita decisões rápidas e seguras. É uma pesquisa bibliográfica, de caráter descritivo, com abordagem qualitativa. Constatou-se que a situação documental do arquivo do Sebrae/PB apresenta uma realidade que culmina no desconhecimento da importância das técnicas arquivísticas que, quando aliadas à Tecnologias da Informação, colaboram diretamente com a eficiência do uso do sistema de Gestão Eletrônica de Documentos. O diagnóstico arquivístico apresenta-se, portanto, como um instrumento imprescindível para identificar a situação do arquivo e subsidiar uma eficiente política de gestão de documentos.

Palavras-chave: Diagnóstico Arquivístico. Gestão de Documentos. Arquivo. SEBRAE/PB .

Link: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/archeion/article/view/36267/pdf

Biografia do Autor

Rayan Aramís de Brito Feitoza, UFPB
Mestrando em Ciência da Informação pelo PPGCI/UFPB, Brasil. Graduado em Arquivologia pela UFPB, Brasil.
Sonia Scoralick de Almeida, UFPB
Graduada em Arquivologia pela UFPB, Brasil.
Ediene Souza de Lima, SEBRAE-PB
Mestre em Ciência da Informação pelo PPGCI/UFPB, Brasil. Bibliotecária do SEBRAE/PB, Brasil.
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos