O homem e a sua evidência: informação, territórios, direito

  • Alzira Queiroz Gondim Tude de Sá UFBA

Resumo

Este ensaio se propõe a discutir questões que permeiam a expansão e a liberdade favorecidas ao homem contemporâneo pelas inovações tecnológicas e sociais, associadas às novas dinâmicas das redes digitais. Analisa o processo de construção do conhecimento, sua produção, distribuição e organização assim como do campo da Ciência da Informação que têm estado à mercê dos contextos, da diversidade do pensar de seus protagonistas, da delimitação de fronteiras, da “doutrinação,” de teorias, das mudanças sociais e tecnológicas que veem favorecendo e configurando dos “regimes de informação. Atenta para os aspectos públicos e sociais da informação sob a ótica de Frohmam e para a responsabilidade de instâncias que devem preservar e garantir o seu acesso e disseminação. Sugere que as condições básicas para essa construção devem resultar da escuta, da preservação, da reprodução dos “regimes de informação,” instituídos socialmente e que as políticas resultem da observância das especificidades, das particularidades dos territórios, dos canais, redes, dos caminhos escolhidos por cada grupo, pela comunidade, em busca da informação.

Palavras-chave: Inovações tecnológicas. Regimes de informação. Informação - aspectos públicos e sociais.

Link: https://agora.emnuvens.com.br/ra/article/view/683

Biografia do Autor

Alzira Queiroz Gondim Tude de Sá, UFBA
Professora do Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos