A criatividade do excesso: efeitos da sobrecarga de informação sobre a Ciência da Informação.

  • Duanne de Oliveira Ribeiro Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.
  • Marivalde Moacir Francelin Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.

Resumo

Esta pesquisa discute o conceito de sobrecarga de informação — seus aspectos constitutivos —, bem como as condições sociais em que surge essa problemática. Por meio do debate conceitual, observa-se a relação da sobrecarga com termos similares, entre outros, explosão da informação e caos documentário, e se afirma que as condições de possibilidade da sobrecarga são uma certa concepção de tarefa e uma avaliação de recursos disponíveis. A partir de uma análise histórica, notam-se ocorrências da sobrecarga da Antiguidade à contemporaneidade, em que o modo como os sujeitos ligados à criação do conhecimento percebem a sobrecarga é semelhante. Ainda mais, essa perspectiva permite ver que o fenômeno, para além das suas consequências negativas, pode ser o disparador da invenção de novas técnicas e sistemas que visam a combatê-lo, situação que pode se apontar em alguns momentos de mudança paradigmática da Ciência da Informação.

Palavras chave: Sobrecarga de informação. Explosão da informação. História da Ciência da Informação.

Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/746

Biografia do Autor

Duanne de Oliveira Ribeiro, Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.
Jornalista. Mestre em Ciência da Informação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.
Marivalde Moacir Francelin, Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.
Professor doutor do Departamento de Informação e Cultura da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo.
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos