Intelectual orgânico como mediador da informação: algumas considerações acerca de um diálogo possível

  • Ciro Athayde Barros Monteiro UNESP
  • Oswaldo Francisco de Almeida Junior UEL

Resumo

A definição do conceito de mediador da informação tem sido de maneira geral, na área de Ciência da Informação, associado ao profissional da informação. No entanto, a informação é mediada por um número amplo de pessoas e de ambientes informacionais que transcendem os ambientes como as bibliotecas, os arquivos e museus, tradicionalmente pensados pela CI. Sem contestar a importância dos ambientes trabalhados no campo, o objetivo aqui posto é tecer algumas considerações acerca do conceito de profissional da informação e refletir, por meio do conceito Gramsciniano de Intelectual Orgânico, acerca da ideia de mediador da informação para que possamos pensar sobre como a informação é mediada em todos os âmbitos da sociedade, ou seja, em seus vários grupos, organizações e veículos de comunicação. Por fim, é apresentado a ideia do mediador como sendo todos aqueles que atuam na sociedade, como o pastor, o padre, o jogador, o representante comunitário, o professor, o profissional da saúde, da computação, o músico, o jornalista, etc., ou seja, um Intelectual Orgânico fundamental para promover transformações sociais.

Palavras-chave: Mediador da Informação. Intelectual Orgânico. Ciência da Informação.

Link: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/131637/133617

Biografia do Autor

Ciro Athayde Barros Monteiro, UNESP
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP, campus de Marília.
Oswaldo Francisco de Almeida Junior, UEL
Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo –USP. Professor Associado da Universidade Estadual de Londrina; Professor Titular do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho –UNESP, campus de Marilia.
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos