A gestão da informação e as novas tecnologias: percepções de autenticidade do público-visitante de museus virtuais

  • Larissa Fernandes Dutra Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Programa de Pós Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento
  • Cátia Rodrigues Barbosa Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação.
  • Diomira Maria Cicci Pinto Faria Universidade Federal de Minas Gerais / Instituto de Geociências.

Resumo

Trata-se de uma pesquisa que visa analisar, por meio do público-visitante, questões referentes à autenticidade, no âmbito informacional de museus virtuais do site “Era Virtual”. Nesse site constam 24 museus para serem visitados e todos existem fisicamente. A pesquisa foi desenvolvida pelo método dedutivo-analítico, o que possibilitou a construção de premissas, a partir da teoria. Constou de aplicação de questionário semi-aberto, após a visita aos museus virtuais por parte de alunos do ensino de graduação da UFMG. Os resultados alcançados, considerando a amostra da análise, mostraram que a autenticidade diz respeito tanto a questões verificáveis cientificamente através de sua dimensão material, quanto a questões não materiais que emergem da relação entre o homem e o objeto. A pesquisa contribuirá para se construir diretrizes capazes de balizar projetos futuros de interfaces de museus virtuais no que tange a autenticidade da sua informação.

Biografia do Autor

Larissa Fernandes Dutra, Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Programa de Pós Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento

Bacharel em Turismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (2015). Mestranda do Programa de Pós Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da Escola de Ciência da Informação da UFMG (PPG-GOC), linha de pesquisa Gestão e Tecnologia. Membro do grupo de pesquisa Turismo, economia, cultura e território (CNPq). Membro do Grupo de pesquisa MUSAETEC (Museus e Tecnologia) (ECI UFMG).

 
Cátia Rodrigues Barbosa, Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação.
Pós doutorado em Museologia pela Universidade de Québec em Montréal ( UQÀM- 2014)- Bolsista CAPES. PhD em Museologia pela Escola de doutorado do Muséum National DHistoire Naturelle de Paris (2005)-Bolsista CAPES. Master em Museologia pela Escola de doutorado do Muséum National DHistoire Naturelle de Paris ( 2002)- Bolsista CAPES. Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999)- Bolsista CNPq. Especialização no Ensino de Ciências-modalidade Física pela Universidade Federal de Minas Gerais.Especialização em Inteligência de Estado e Inteligência de Segurança Pública ( 2017)- Faculdade de Direito Milton Campos e INASIS- Bolsista Associação Internacional para Estudos de Segurança e Inteligência (INASIS). Graduação em Licenciatura Plena Matemática pelo Instituto Newton Paiva. Pesquisadora associada PALOC: Patrimoine Locaux- IRD : LInstitut de recherche pour le développement ( França).Membro do ICOM (Conselho Internacional de Museus). Membro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação ( ANCIB). Líder do grupo de pesquisa e estudos em Museologia-arte e estética na tecnologia, educação e ciência MUSAETEC-UFMG/ECI-CNPq ( www.musaetec.com). Atualmente é Professor Adjunto IV da Universidade Federal de Minas Gerais- Escola de Ciência da Informação. Areas de interesse: museologia; museus; patrimônio científico- cultural; identidade cultural; tecnologia no âmbito dos museus-cultura- divulgação da Ciência; gestão da informação e do conhecimento no âmbito dos museus e do patrimônio; museologia-estética- fenomenologia; museologia-educação, inteligência de Estado/ Proteção de conhecimento sensível; mediação-comunicação museológica; memória-patrimônio.
Diomira Maria Cicci Pinto Faria, Universidade Federal de Minas Gerais / Instituto de Geociências.
Possui graduação em economia pela Universidade Católica de Minas Gerais (1982), especialização em planejamento pela Fundação João Pinheiro (1983) e estatística pela Universidade Federal de Minas Gerais (1998). Mestrado em turismo pela Universidad de Alicante, Espanha. Doutora em economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, no doutorado de Economia do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional - Cedeplar, e pela Universidad de Alicante, Espanha, com defesa de tese realizada em janeiro de 2012. Atualmente é professora adjunta do Departamento de Geografia da UFMG, líder do grupo de pesquisa " Turismo, economia, cultura e território" e colaboradora do grupo "Economia da Cultura", ambos do CNPq. Atua nas seguintes áreas: economia do turismo e da cultura, turismo e pobreza, viabilidade econômica de projetos e economia dos recursos naturais.
Publicado
2018-06-28
Seção
Pesquisas em andamento