O Virtual International Authority File – VIAF e a agregação de valores por metadados de autoridade

  • Luiza de Menezes Romanetto Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Plácida Leopoldina Ventura A. da Costa Santos UNESP
  • Rachel Cristina Vesú Alves UNESP

Resumo

O Virtual International Authority File (VIAF) é um consórcio de cooperação internacional oferecido pela, por meio do qual tem sido estabelecida a cooperação entre agências e bibliotecas nacionais em diversas localidades do mundo, na agregação de valores e disponibilização de arquivos de autoridade em Linked Open Data. O consórcio foi idealizado a partir de fundamentos, conceitos e tecnologias estabelecidos na catalogação que, diante de limitações tecnológicas, têm sido convertidos a partir das recomendações do World Wide Web Consortium para a publicação de dados vinculados, o que proporciona infraestrutura para o intercâmbio e compartilhamento de dados de autoridade na Web de dados, além da construção de vocabulários de valor de alto nível. Este estudo tem por objetivo apresentar e descrever os fundamentos, conceitos e tecnologias envolvidas no desenvolvimento do VIAF. O estudo, realizado por meio de pesquisa bibliográfica e documental, apresenta como resultados a relação entre os conceitos de controle de autoridade, controle de bibliográfico, Linked Data, entre outros, com a infraestrutura estabelecida no VIAF, assim como a contribuição do consórcio na unificação de variações nacionais nas descrições de valor, por meio da formação de cluster que proporciona controle terminológico de valores que contemplam diversidade linguística e cultural. Conclui-se que o VIAF representa uma iniciativa democrática de cooperação a nível internacional e que pode ser utilizado tanto como uma fonte confiável de arquivos de autoridade para instituições bibliotecárias, quanto para as comunidades da Web de dados.

Palavras-chave: Virtual International Authority File – VIAF. Controle de autoridade. Metadado. Vocabulários de valor. Catalogação.

Link: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8647488

Biografia do Autor

Luiza de Menezes Romanetto, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Doutoranda em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Possui mestrado em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho(2017) e bacharelado em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Universidade Federal de São Carlos(2013). Possui vínculo profissional como Assistente Técnico na Coordenadoria Geral de Bibliotecas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, na qual atua como membro da Equipe Técnica do Repositório Institucional da UNESP.
Plácida Leopoldina Ventura A. da Costa Santos, UNESP
Livre-docente em Catalogação pela UNESP (2010), doutora em Letras - Semiótica e Lingüística Geral pela FFLCH/USP (1994), mestre em Ciência da Informação pela PUC de Campinas (1983) e bacharel em Biblioteconomia pela UNESP (1980). Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da FFC/UNESP, na linha de pesquisa Informação e Tecnologia. Vice-Lider do Grupo de Pesquisa ? Novas Tecnologias em Informação (GP-NTI). Desenvolve suas pesquisas nas temáticas: Metadados, Catalogação e Tecnologias, Intersemiose Digital, Redes de Informação, Mapa do Conhecimento Humano. Pesquisadora CNPq, coordenadora do GT8 - Informação e Tecnologia, da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação - Ancib (2013-2016). Editora da revista Informação & Tecnologia (Itec), membro do corpo editorial das revistas Brazilian Journal of Information Science: research trends e Revista Eletrônica Informação e Cognição. Parecerista ad hoc de agências de fomento e de periódicos científicos, participa como revisora e como membro de Comitês Científicos de periódicos científicos em Ciência da Informação no Brasil e no exterior. Membro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação ANCIB e membro da Diretoria da Sociedade Brasileira de Ciência Cognitiva SBCC.
Rachel Cristina Vesú Alves, UNESP
Possui graduação em Biblioteconomia (2002), Mestrado (2005) e Doutorado (2010) em Ciência da Informação, Pós-Doutorado em Ciência da Informação (2013) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atualmente é professora em R.D.I.D.P. no Departamento de Ciência da Informação, nos cursos de Biblioteconomia e Arquivologia, na Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP, Marília. Desenvolve estudos nos seguintes temas: Metadados, Padrões de Metadados, Representação da Informação, Catalogação, Catalogação Automatizada, Interoperabilidade, Dados Abertos, Linked Data, Web Semântica, Web 2.0, Web 3.0, Sistemas de Informação, Banco de Dados, Modelagem conceitual, Sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos, Ciência da Informação, Biblioteconomia, Arquivologia.
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos