A competência em informação e midiática voltada à cidadania: o uso da informação governamental para a participação na democracia

Resumo

As Tecnologias de Informação e Comunicação possibilitam o desenvolvimento das sociedades democráticas na medida em que permitem o acesso à informação em diferentes suportes e contextos. Desse modo, o acesso à informação governamental é apenas o primeiro passo para tornar as pessoas cidadãs, já que corrobora com o desenvolvimento da democracia ao permitir que a população saiba como interpretar e se apropriar das informações para construir conhecimento. Defende-se, assim, que o processo de uso da informação se equipara à execução da cidadania, uma vez que qualifica o indivíduo para lidar com diferentes informações transmitidas pelas mídias nas diversas esferas: social, política e profissional.  A presente pesquisa tem como objetivo refletir sobre a relevância da Competência em Informação e Midiática para a construção da cidadania nas sociedades democráticas por meio do acesso online à portais governamentais brasileiros. Os procedimentos metodológicos envolvem uma pesquisa bibliográfica acerca das políticas públicas, a lei de acesso à informação do Brasil e a competência em informação. Para ser considerado competente em informação, o cidadão deve possui capacidades e habilidades para usar as informações disponibilizadas pelo governo.  Não se pode ignorar o fato de que os portais online no Brasil ainda possuem entraves que, contribuem com a ineficiência da transparência política no país. Portanto, ser competente em informação é fundamental para se apropriar das informações governamentais divulgadas, tornando o indivíduo crítico na seleção, retenção e disseminação capaz de interpretar dados os dados fornecidos, bem como as ideologias que regem as fontes de informação.

Palavras-Chave: Competência informacional. Mídia física e de comunicação. Acesso à informação. Política de informação.

Link: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8649535

Biografia do Autor

Rafaela Carolina da Silva, UNESP
Doutoranda e Mestra em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Unesp Marília, na linha de Pesquisa Gestão, Mediação e Uso da Informação. Bolsista FAPESP. Foi bolsista CAPES. Membro do Grupo de Pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional (ICIO). Fez Mestrado Sanduíche na Robert Gordon University, Escócia, Reino Unido (Setembro a Dezembro de 2016). Especialista em Psicopedagogia Institucional pela FUNDEPE, Marília/SP. Graduada em Biblioteconomia, onde também foi bolsista FAPESP. Atualmente dedica-se à pesquisa científica, trabalhando principalmente na interdisciplinaridade dos temas: Bibliotecas híbridas; Bibliotecas públicas; Gestão da informação; e Desenvolvimento de comunidades.
Selma Letícia Capinzaiki Ottonicar, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Atualmente é aluna de Doutorado da Universidade Estadual Paulista - UNESP (Câmpus Marília) do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação. Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista - UNESP (Câmpus Marília) e durante a vigência do curso recebeu bolsa CAPES. Membro do grupo de pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional da Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho. Membro do grupo de pesquisa IntelliLab da Universidade de Sherbrooke (UdeS), Québec, Canada Tecnóloga em Gestão Empresarial pela Faculdade de Tecnologia - FATEC (Garça), onde realizou iniciação científica, monitora do curso de inglês e foi considerada aluna Destaque do curso de Gestão Empresarial (Lions Club de Garça). Recebeu uma bolsa de estudos do Centro Paula Souza em 2013, baseada em seu desempenho escolar, para cursar espanhol na cidade de Córdoba, Argentina. Tem experiência em pesquisa no âmbito da Competência em Informação (CoInfo) e sua relação com as organizações contemporâneas. Também tem interesse em pesquisar Clusters, Micro e Pequenas Empresas, Gestão do Conhecimento, Vantagem Competitiva e Inteligência Competitiva de modo a relacionar os conhecimentos de Gestão com a área da Ciência da Informação.
Cristiana Aparecida Portero Yafushi, UNESP
Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, possui mestrado em Ciência da Informação também pela UNESP (2015), é especialista em Gestão de Pessoas e Sistemas de Informação pelas Faculdades Integradas de Bauru - FIB (2014) e graduada em Administração pelas Faculdades Integradas de Bauru (2011). Tem experiência de pesquisa com os temas Competência em informação, Gestão do conhecimento, Processo decisório e Gestão ambiental.
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos