Avaliação da conformidade do Sistema Aegis ao Modelo de Requisitos MoReq-Jus

  • Leoneide Maria Brito Martins Universidade Federal do Maranhão
  • Vanessa Alexsandra Souza Gomes Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão
  • Darliane Ribeiro Cunha Universidade de Zaragoza

Resumo

Esta pesquisa objetivou analisar as funcionalidades do Sistema Aegis, um software de gestão de documentos arquivísticos convencionais de fase intermediária, do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, em relação ao Modelo de Requisitos para Sistemas Informatizados de Gestão de Processos e Documentos do Judiciário Brasileiro, o MoReq-Jus, instituído pelo Conselho Nacional de Justiça no âmbito do Proname. A pesquisa realizada caracterizou-se como descritiva, do tipo estudo de caso, onde por meio de observações e análises teóricas buscou-se identificar quais as funcionalidades ou requisitos e os metadados que o sistema informatizado de gestão arquivística de processos e documentos convencionais do Tribunal de Justiça do Maranhão, o Aegis,possui em conformidade (ou não) com o MoReq-Jus, a fim de propor melhorias para as próximas versões do sistema. Aborda-se a importância da utilização dos requisitos especificados no Modelo MoReq-Jus para garantir a confiabilidade, a autenticidade e a acessibilidade necessárias aos processos e documentos geridos pelos sistemas informatizados, sobretudo nas instituições arquivísticas, os quais são denominados no referido Modelo como GestãoDoc. Ressalta-se que o Aegis pode propiciar à instituição os mesmos benefícios que um Sistema de Informação Gerencial, quais sejam: maior agilidade e segurança no acesso às informações relevantes e confiáveis, produzidas e recebidas pelo Tribunal de Justiça do Maranhão; melhoria no processo de tomada de decisões, a partir do fornecimento em menor tempo de informações mais confiáveis e precisas; e, melhoria no desempenho das atividades dos gestores e servidores na prestação dos serviços administrativos internos, os quais subsidiam a prestação dos serviços jurisdicionais para a sociedade.

Palavras-chave: Arquivos judiciais. Arquivos intermediários. Sistemas de gestão documental. Automatização da Gestão documental. Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.

Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/776/978

  
 

Biografia do Autor

Leoneide Maria Brito Martins, Universidade Federal do Maranhão
Professora do Departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Maranhão e bibliotecária do Arquivo do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão. Doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista.
Vanessa Alexsandra Souza Gomes, Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão
Especialista em Gestão Pública pela Universidade Federal do Maranhão. Bibliotecária do Arquivo do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.
Darliane Ribeiro Cunha, Universidade de Zaragoza
Doutora em Contabilidade e Finanças pela Universidade de Zaragoza.
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos