Ética e prontuário de paciente

Resumo

Na área da Ciência da Informação, a discussão sobre Ética aborda estudos sobre a Ética da Informação direcionada às discussões voltadas para a biblioteca e o uso das tecnologias da informação e comunicação. No Brasil, o tema “Ética” foi difundido com características deontológicas, voltadas para a prática do profissional bibliotecário até meados da década de 2000. Na década seguinte por volta de 2010 autores da área se voltam para a discussão da Ética da Informação propriamente dita, seja no âmbito da biblioteca, seja no âmbito de publicações periódicas. Enfim, o referencial teórico apresentado é parte da tese defendida em abril de 2017, que amplia as discussões a luz da literatura da área, incluído as questões da Ética da Informaçãona análise do uso de prontuários do paciente e o acesso a suas informações sem o Consentimento Livre Esclarecido – TCLE. 

Biografia do Autor

Nelma Camêlo Araujo, Universidade Federal de Alagoas
Professora Adjunta no Curso de Biblioteconomia da UFAL. Vice-Coordenadora do Comitê de Ética (2015-2018) e Coordenadora do Curso de Biblioteconomia (2018-2020) da UFAL. Ex-Coordenadora do Curso de Graduação e Pós-Graduação em Arquivologia na Universidade Estadual de Londrina, como Professora Assistente B. Doutora e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Especialista em Gestão Estratégica da Informação e Bacharel em Biblioteconomia, ambas pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Publicado
2018-06-07
Seção
Artigos de revisão