O agir comunicativo de Habermas em bibliotecas comunitárias: uma análise reflexiva sob a luz da mediação

  • Katia Viana Cavalcante Universidade Federal do Amazonas, Faculdade de Informação e Comunicação.
  • André Luiz Avelino da Silva Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Felipe Vlaxio Lopes Universidade Federal do Amazonas, Faculdade de Informação e Comunicação.

Resumo

O artigo trata de reflexão sobre bibliotecas comunitárias à luz da Teoria da Ação Comunicativa. Os autores usaram a vivência em projeto de extensão para analisar, com base no agir comunicativo de Habermas, o papel do bibliotecário enquanto mediador da disseminação da informação no universo das bibliotecas comunitárias, bem como a interação social entre os membros da comunidade a partir dos trabalhos de mediação. Como norte, questiona-se se biblioteca comunitária é capaz de contribuir para emancipação de seus interagentes. O resultado da reflexão culmina da importância do mediador atuando frente às particularidades dos interagentes da biblioteca em sua diversidade étnica, religiosa, socioeconômica, etc. Palavra-chave: Biblioteca Comunitária. Mediação. Teoria da Ação Comunicativa. Link: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1365/pdf 

Biografia do Autor

Katia Viana Cavalcante, Universidade Federal do Amazonas, Faculdade de Informação e Comunicação.
Doutora em Desenvolvimento Sustentável (UnB-2013), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP1998). Professora da Universidade Federal do Amazonas, Faculdade de Informação e Comunicação.
André Luiz Avelino da Silva, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
Graduando em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).
Felipe Vlaxio Lopes, Universidade Federal do Amazonas, Faculdade de Informação e Comunicação.
Mestrando em Sociedade e Cultura na Amazônia (UFAM), graduado em Biblioteconomia (UFAM-2017). Professor da Universidade Federal do Amazonas, Faculdade de Informação e Comunicação.
Publicado
2018-06-28
Seção
Resumos de artigos científicos