A inclusão dos usuários com transtorno de espectro autista pela prática do letramento informacional na biblioteca escolar

  • Marcos Pastana Pastana Santos Universidade do Grande Rio
  • Cládice Nóbile Diniz Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)

Resumo

Propõe-se a discussão do letramento informacional para alunos autistas que frequentam a biblioteca escolar desde a educação infantil até o ensino fundamental da escola pública, considerando a adequação dos serviços oferecidos por meio dos conceitos do desenho universal. Investiga os métodos de leitura adotados pelos profissionais da educação para o desenvolvimento da aprendizagem do aluno com deficiência. Analisa o processo histórico da pessoa com autismo e as singularidades da deficiência de modo a construir com equipe multidisciplinar, atividades pedagógicas e biblioteconômicas que viabilizem o acesso a informação e o conhecimento. A metodologia foi quanto aos fins, descritiva e quanto aos meios, bibliográfica, com tratamento de dados qualitativo. Como resultado, destaca que a importância da prática do letramento informacional na biblioteca escolar para o aluno com transtorno do espectro autista e que é necessário repensar os serviços, com os conceitos do desenho universal como um guia de possibilidades.

Palavras-chave: Transtorno de Espectro Autista. Biblioteca escolar. Letramento informacional. Desenho universal.

Link: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1413/pdf

Biografia do Autor

Marcos Pastana Pastana Santos, Universidade do Grande Rio
Doutorando em Humanidades, Culturas e Artes na Universidade do Grande Rio (UNIGRANRIO). Mestre Profissional em Biblioteconomia na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Bibliotecário-Documentalista do Instituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ
Cládice Nóbile Diniz, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
Doutora em Ciência da Informação na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É docente e pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia e no Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). É líder do grupo de pesquisa: Perspectivas da biblioteca como organização criativa na otimização dos recursos de aprendizagem: da acessibilidade à fluência informacional.
Publicado
2018-10-20
Seção
Resumos de artigos científicos