Entre chamas e lágrimas: a realidade de uma bilbioteca

  • Sandra Daniele Haugg Fernandes Universidade de Caxias do Sul

Resumo

Este trabalho visa apresentar a realidade de funcionamento da Biblioteca Pública Profª Elsa Hofstätter da Silva, de Nova Petrópolis. Serão apresentados os serviços disponíveis, as atividades desenvolvidas, o conteúdo do acervo e a atuação de profissionais na instituição. Esta Biblioteca, sem fins lucrativos, foi criada em mil, novecentos e noventa e recebeu esse nome para homenagear a Dona Elsa, autora do Hino de Nova Petrópolis, poetisa e teatróloga. Possuía, em média, vinte e cinco mil livros registrados. Estavam inclusos neste acervo, variados gêneros literários, coleções infantojuvenis, coleções especiais escritas em língua estrangeira, periódicos atualizados, além de jornais locais e regionais e revistas em quadrinhos. A biblioteca tem quatro mil e setecentos leitores cadastrados. Em 2011 a Biblioteca passou por um incêndio que abalou suas estruturas físicas e seu acervo, resultando em um prejuízo imensurável.Palavras-chave: Biblioteca. Acervo. Incêndio.

Link: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/41260/20975

Biografia do Autor

Sandra Daniele Haugg Fernandes, Universidade de Caxias do Sul
Universidade de Caxias do Sul
Publicado
2019-02-18
Seção
Resumos de artigos científicos