Nas estantes das bibliotecas, gêneros e silêncios

  • Adonai Takeshi Ishimoto Universidade de São Paulo
  • Dantielli Assumpção Garcia Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Lucília Maria Abrahão Sousa Universidade Federal de São Carlos

Resumo

Partindo da perspectiva teórica da Análise de Discurso (ORLANDI [1993] 2007), analisaremos como a ausência/presença de livros LGBT em duas bibliotecas particulares abertas ao público da cidade de Ribeirão Preto, interior do estado de São Paulo, faz presente um discurso médico-religioso que impõe a matriz heterossexual como normal, aceitável aos sujeitos, impedindo que outros dizeres sobre os sujeitos LGBT estejam nos livros ali representados.

Palavras-chave: Bibliotecas. LGBT. Análise de Discurso. Gênero.

Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/714/1050

Biografia do Autor

Adonai Takeshi Ishimoto, Universidade de São Paulo
Graduando em Biblioteconomia, Ciências da Informação e Documentação na Universidade de São Paulo.
Dantielli Assumpção Garcia, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Doutora em Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.
Lucília Maria Abrahão Sousa, Universidade Federal de São Carlos
Livre-docente em Ciências da Informação e da Documentação. Professora do Programa de PósGraduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade da Universidade Federal de São Carlos.
Publicado
2019-02-19
Seção
Resumos de artigos científicos