Fundamentos da Biblioteconomia moderna em Gabriel Naudé: notas transversais pela lente episteme da bibliografia e da bibliofilia

  • Andre Vieira de Freitas Araujo Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Diná Marques Pereira Araújo Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

Reflexão preliminar acerca dos fundamentos da Biblioteconomia Moderna em Gabriel Naudé (1600-1653) sob a perspectiva da Bibliografia e Bibliofilia. A partir de abordagem histórico-bibliográfica, apresenta a paisagem histórico-cultural de Naudé e os contextos de concepção de Advis pour dresser une bibliothèque (1627). Discute a dimensão bibliográfica de Advis perante a seleção e ordem libraria. Sob a perspectiva da Bibliografia, identifica que: 1) Naudé define os critérios e as motivações culturais para se formar uma biblioteca pautada em um cânon bibliográfico em consonância com a paisagem cultural de sua época (BALSAMO, 1998); 2) Naudé faz recomendações de ordem libraria que se expressam por meio da classificação que propõe em disciplinas: Teologia, Medicina, Direito, História, Filosofia, Matemática e Humanidades e suas subdivisões; 3) Advis não é um guia biblioteconômico e nem mesmo tem seus eixos teóricos vinculados aos aspectos biblioteconômicos e organizacionais, mas seu foco está na atenção e na preocupação em relação à constituição de coleção de livros por meio de estratégias bibliográficas voltadas à coleta, seleção e aquisiçãolibraria (SERRAI; SABBA, 2005). Para além de sua dimensão bibliográfica, Advis caracteriza-se, essencialmente, enquanto um tratado da Bibliofilia para a Bibliofilia no qual são detalhadas as recomendações para a formação de uma biblioteca para o bibliófilo (MALCLÈS, 1956;  ROZZO, 1995). Neste horizonte, Advis é um construto da Bibliografia e Bibliofilia. Os impactos do pensamento de Naudé e de seu Advis - pela lente da Bibliografia e da Bibliofilia - podem ser evidenciados pela organização e pelo planejamento de coleções librariae patrimoniais e, sobretudo, pela ideologia a favor de uma conduta singular das práticas de formação de bibliotecas naquele momento histórico - o que requer uma leitura temporal do tratado naudeano sem o canonizarmos. Essas são, de fato, as grandes contribuições de Naudé e de seu Advis para a Biblioteconomia Moderna, na medida em que perpassam não apenas por aspectos formativos de uma biblioteca, mas também pelos elementos culturais e epistêmicos que sustentam a construção da instituição biblioteca e, consequentemente, do campo biblioteconômico.Palavras-chave: Advis pour dresser une bibliothèque (1627). Bibliofilia. Bibliografia. Biblioteconomia Moderna - Fundamentos. Gabriel Naudé (1600-1653).                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/1180/1060

Biografia do Autor

Andre Vieira de Freitas Araujo, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutor em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo.
Diná Marques Pereira Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais
Bibliotecária da Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em Ciência da Informação pela mesma instituição.
Publicado
2019-02-19
Seção
Resumos de artigos científicos