Homo Documentator: Suzanne Briet e a construção do Documentalista

  • Carlos Henrique Juvêncio Universidade Federal Fluminense
  • Georgete Medleg Rodrigues Universidade de Brasília

Resumo

Suzanne Briet é um dos nomes mais citados quando se fala da noção de documento e sobre a história da Documentação, sua obra ‘O que é a Documentação’ apresenta de forma sintetizada o seu entendimento acerca das funções da disciplina em nossa sociedade, das responsabilidades dos Documentalistas e sobre o papel da organização da informação na década de 1950. Este artigo objetiva evidenciar como Briet enxergava o novo profissional que surge à reboque da Documentação, o Documentalista, situando seu pensamento em seu tempo e espaço. Discute teoricamente as ideias de Briet atrelada a de seus estudiosos – Buckland, Day e FayetScribe. Conclui que o documentalista é o profissional fruto do movimento de organização da informação demandado pela Segunda Guerra Mundial e dos desejos de informação advindos do modelo capitalista para o desenvolvimento industrial e científico, além de ser um precursor do que modernamente denominamos cientista da informação.

Palavras-chave: Cientista da Informação. Documentação. Documentalista. Suzanne Briet.

Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/1175/1064

Biografia do Autor

Carlos Henrique Juvêncio, Universidade Federal Fluminense
Professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense e bolsista de Pós-Doutorado Júnior pelo CNPq.
Georgete Medleg Rodrigues, Universidade de Brasília
Professora do Programa de PósGraduação em Ciência da Informação da Universidade de Brasília.
Publicado
2019-02-19
Seção
Resumos de artigos científicos