Educação 3.0: a educação da 4ª Revolução Industrial

  • Renata Maria Abrantes Baracho Universidade Federal de Minas Gerais
  • Carlos Alberto Freitas Jr Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

Uma das muitas questões pertinentes à educação contemporânea é a relação com as tecnologias digitais de informação. Embora haja distintas posições teóricas sobre o assunto, é inegável o papel das tecnologias na escola. Tecnologias sempre estiveram presentes na sala de aula. Mesmo instrumentos simples, como o quadro-negro, o giz, o livro didático e os mapas podem ser chamados de tecnologia. Souza (2007, p. 176) denominou de “fascínio da pedagogia dos sentidos” o uso de recursos tecnológicos disponíveis para a memorização de informações. Este ensaio pretende discutir a educação 3.0 para repensar a educação em seu sentido mais amplo. Deseja-se acreditar que a educação 3.0 quer uma escola mais plural, contextualizada, diversificada e que permita uma formação mais integral dos alunos.

Biografia do Autor

Renata Maria Abrantes Baracho, Universidade Federal de Minas Gerais
Professora Doutora do Programa de Pós-Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da Faculdade de Ciência da Informação da UFMG.
Carlos Alberto Freitas Jr, Universidade Federal de Minas Gerais
Mestrando do Programa de Pós-graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da Faculdade de Ciência da Informação da UFMG.
Publicado
2019-04-01
Seção
Pesquisas em andamento