Rosas de chumbo: da censura e sigilo ao acesso de documentos da ditadura brasileira

  • Diego Salcedo Universidade Federal do Pernambuco
  • Luana Alves de Melo Costa Universidade Federal do Pernambuco

Resumo

Introdução: Pressupõe uma relação entre a censura de documentos sigilosos, no período ditatorial brasileiro, e os seus vestígios atuais recuperados e mediados pela Comissão Nacional da Verdade. Estabelece, desde a Biblioteconomia, essa relação por meio de analogia com a obra ‘O Nome da Rosa’, conteúdo estudado e analisado nos cursos da área. Entende que esse debate alude à relevância dessa documentação enquanto registro que preserva e constitui a memória e identidade brasileira. Objetivo: Expor e debater, desde a Biblioteconomia, sobre alguns elementos que caracterizaram o controle e o acesso de informações de documentos sigilosos na ditadura brasileira. Metodologia: Utilizou como procedimento metodológico tanto a revisão bibliográfica em literatura especializada, quanto à análise de documentos por meio de conteúdos eletrônicos. Resultado: A partir da exposição e do debate sobre o tema proposto enaltece o papel social da Biblioteconomia, bem como o de mediador do bibliotecário no que diz respeito ao desafio que os documentos sigilosos do período ditatorial brasileiro oferecem. O desafio é o progressivo estudo, análise documental e sua divulgação. Conclusão: Verificou a necessidade de que o tema seja mais discutido na área. Sugere a elaboração permanente de políticas públicas direcionadas ao tema valorizando a identidade e memória nacional.

Palavras chave: Acesso a recursos informacionais. Biblioteconomia. Censura e Sigilo. Ditadura brasileira.

Link:http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/28006/24186

Biografia do Autor

Diego Salcedo, Universidade Federal do Pernambuco
Doutor em Comunicação. Professor no Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal do Pernambuco (UFPE).
Luana Alves de Melo Costa, Universidade Federal do Pernambuco
Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Pernambuco (UFPE).
Publicado
2019-02-27
Seção
Resumos de artigos científicos