Atuação do bibliotecário junto a população em situação de rua

  • Shirlei Rossato Pelarin Gonçalves Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
  • Luciana de Souza Gracioso Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
  • Carla Regina Silva Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Resumo

Introdução: Muitos direitos são renegados as pessoas que vivem em situação de rua no Brasil, dentre eles, o direito de acesso ao livro e a leitura. Objetivo: Foi objetivo desta pesquisa discutir o lugar do Bibliotecário enquanto promotor e participante de ações de promoção e acesso ao livro e a leitura para pessoas nesta situação. Metodologia: Trata-se de pesquisa exploratória, com base em pesquisa bibliográfica e documental e observação participante em projeto de extensão intitulado “Memória falada” desenvolvido pela Universidade Federal de São Carlos, junto a Casa de Passagem do município de São Carlos. Resultados: Os resultados apontam para a necessidade de uma formação mais crítica a ser ofertada ao profissional bibliotecário de modo que o mesmo possa se sensibilizar e atuar politicamente com questões que envolvem a sociedade. Conclusão: Demonstra como é possível, na prática, que o Bibliotecário atue junto a setores públicos para o desenvolvimento de projetos sociais.

Palavras-chave: Bibliotecário. População em Situação de Rua. Sociedade.

Link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/infoprof/article/view/33335/23699

Biografia do Autor

Shirlei Rossato Pelarin Gonçalves, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Bacharel em biblioteconomía pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).
Luciana de Souza Gracioso, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Professora do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Carla Regina Silva, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Professora do Departamento de Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Publicado
2019-03-07
Seção
Resumos de artigos científicos