Era digital e seus impactos: visitar, ou não, o arquivo público?

  • Hercules Pimenta dos Santos Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

A presente pesquisa é fruto de um estudo interdisciplinar que buscou elucidar impactos encontrados no processo de consulta e organização do documento arquivístico de idade permanente, digitalizado. Os processos de estudo na Espanha, como aplicados no Brasil, objetivaram a busca de contrastes e aproximações em relação aos procedimentos entre as duas tradições acadêmicas. Com fins exploratórios, colhemos depoimentos de arquivistas, documentalistas e historiadores, brasileiros e espanhóis. Os profissionais entrevistados foram definidos de forma intencional. Dos resultados obtidos, nos permitiu inferir que, de forma controversa, os benefícios aferidos com os acervos virtualizados podem impactar com perdas pedagógicas na ausência da experiência de se ir ao arquivo. A virtualização dos acervos permanentes dos Arquivos, com sua disponibilização remota por meio da Internet, pode acarretar em um esvaziamento dos Arquivos físicos. A opção de os historiadores / pesquisadores deixarem de ir aos arquivos físicos para suas pesquisas poderá ocasionar em limites metodológicos para suas investigações, além de um menor destino de verbas para tais instituições, em função da redução significativa do fluxo de consultas presenciais.

Palavras-chave: Historiografia. Arquivologia. Arquivos permanentes. Digitalização de acervos.

Link: https://agora.emnuvens.com.br/ra/article/view/730/pdf

Biografia do Autor

Hercules Pimenta dos Santos, Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, DOTI – Departamento de Organização e Tratamento da Informação e-mail: herculessantos.ufmg@gmail.com
Publicado
2019-03-16
Seção
Resumos de artigos científicos