A representação da informação como “ASSEMBLAGE”: a Teoria da Assemblage de Manuel Delanda na Ciência da Informação

  • Luiz Eduardo Ferreira da Silva
  • Carlos Xavier de Azevedo Netto

Resumo

A pesquisa aborda as relações entre a Teoria da Assemblage e o campo da representação da informação e tece considerações sobre os termos ‘ontologia social’, ‘multiplicidade’ e ‘composição’, à luz das reflexões de Manuel Delanda. Nossa hipótese é de que o campo da representação da informação pode ser ancorado no debate filosófico sobre a questão da Teoria da Assemblage. Tomamos como fundamentação a obra New Philosophy Society, que interliga esse debate do social no Século XXI e propõe um diálogo entre a filosofia de Giles Deleuze e a de Félix Guattari acerca dos aspectos sociais e de suas reflexões sobre a complexidade social. Adotamos como percurso metodológico a pesquisa teórica e a bibliográfica, no entanto, para interpretar a Teoria da Assemblage e o campo da representação da informação, utilizamos o método hermenêutico, para interpretar os conceitos de assemblage e representação da informação. Além dos autores acima referenciados, recorremos a outros que desenvolveram estudos no campo da Filosofia e que influenciaram Manuel Delanda, principalmente no que se refere aos estudos sobre a complexidade social, porque a representação da informação é a raiz da organização e do uso da informação na Ciência da Informação, especificamente, da informação arquivística, porque nosso intuito foi o de evidenciar seus meios por intermédio da assemblage. Por fim, não menos relevante, visamos à busca filosófica da representação da informação na perspectiva da teoria de Manuel Delanda.  

Palavras-chave: Teoria da Assemblage. Representação da informação. Manuel Delanda. Ciência da Informação.

Publicado
2019-04-01
Seção
Artigos de revisão