Recuperação de informação em dados ligados: um modelo baseado em mapas conceituais e análise de redes complexas

  • Henrique Monteiro Cristovão Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo, Departamento de Computação e Eletrônica.
  • Jorge Henrique Cabral Fernandes Universidade de Brasília, Departamento de Ciência da Computação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Brasília, DF, Brasil.

Resumo

Este artigo apresenta um modelo para recuperação de informação em dados abertos ligados, usando métodos e operações de redes complexas para classificação e seleção de informações, bem como mapas conceituais para apresentação das informações recuperadas ao usuário. O modelo evidencia os relacionamentos entre os termos de consulta que representam uma necessidade informacional e os apresenta enquanto mapas conceituais. A hipótese subjacente é que o relacionamento do usuário com a informação recuperada ocorre à luz da equação fundamental da Ciência da Informação de Brookes, em que a estrutura cognitiva do cognoscente é uma rede complexa que é modulada pela informação recuperada, a qual, por sua vez, é derivada de uma rede complexa. A rede complexa final é mapeada em um mapa conceitual resultante aprimorado com heurísticas. Com características qualitativas e o emprego de abordagem exploratória, a pesquisa realizou primeiramente um teste piloto de recuperação da informação, que permitiu aferir os algoritmos empregados no ranqueamento e seleção nas redes de informação intermediárias, servindo de base para implementação de um protótipo. O protótipo empregou uma base de conhecimento de dados abertos ligados (linked open data), derivada da DBpedia, sobre a qual foram realizadas operações de análise de redes complexas, apresentando revocação e precisão relevantes, perante uma validação aplicada a um grupo de 17 usuários. Os resultados são promissores quanto ao uso de operações de redes complexas e mapas conceituais na recuperação de informação, especialmente em dados ligados. Como continuidade da pesquisa, observou-se demanda por ações mais interativas e pela realização de experimentos em outras bases de conhecimento.

Palavras-chave: Mapas conceituais. Recuperação da informação. Redes de informação. Web semântica.

Link: http://www.scielo.br/pdf/tinf/v30n2/0103-3786-tinf-30-2-0193.pdf

Biografia do Autor

Henrique Monteiro Cristovão, Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo, Departamento de Computação e Eletrônica.
Doutorado em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília, Brasil(2016)
Professor Adjunto da Universidade Federal do Espírito Santo , Brasil
Jorge Henrique Cabral Fernandes, Universidade de Brasília, Departamento de Ciência da Computação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Brasília, DF, Brasil.
Doutorado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco, Brasil(2000)
Professor Adjunto da Universidade de Brasília , Brasil
Publicado
2019-06-05
Seção
Resumos de artigos científicos