Análise do uso da “Tabela de assuntos” pelos servidores da Procuradoria da República na Paraíba

  • Rebeca de Oliveira Patrício Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Raimunda Fernanda dos Santos Informação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Resumo

Estuda aspectos relativos ao uso da Tabela de Assuntos para fins de descrição do conteúdo de documentos judiciais e extrajudiciais pelos servidores da Procuradoria da República na Paraíba.Apresenta inicialmente discussões teóricas acerca dos usuários, vocabulário controlado e recuperação de documentos arquivísticos. Tem como objetivo geral compreender, na perspectiva dos usuários desse sistema, as matrizes motivadoras e/ou impasses no uso da Tabela de Assuntos como instrumento que possui vocabulário controlado. Objetiva especificamente: Identificar o perfil dos usuários do Sistema Único que atuam como indexadores;Elucidar as impressões dos usuários quanto ao uso do vocabulário controlado para fins de descrição do conteúdo dos documentos e recuperação dos mesmos. Utiliza como metodologia a pesquisa descritiva com abordagem quali-quantitativa e aplicação de questionário estruturado. Apresenta como resultado que a maioria dos servidores pesquisados identificaram vantagens quanto ao uso do vocabulário controlado, sendo motivados a utilizar devido a sua capacidade de facilitar nas atividades de indexação e recuperação por assunto dos documentos.

Palavras-chave: Indexação de documentos. Recuperação de documentos. Tabela de assuntos – Procuradoria da República da Paraíba. Usuários. Vocabulário controlado.

Link: http://racin.arquivologiauepb.com.br/edicoes/v6_nesp/racin_v6_nesp_TA_GT03_0209-0228.pdf

Biografia do Autor

Rebeca de Oliveira Patrício, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
Mestranda em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba (PPGCI/UFPB). Bacharel em Arquivologia pela Universidade Estadual da Paraíba - UEPB.
Raimunda Fernanda dos Santos, Informação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
Doutoranda em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba (PPGCI/UFPB). Mestre em Ciência da Informação pelo Programa de PósGraduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco (PPGCI/UFPE).
Publicado
2019-07-08
Seção
Resumos de artigos científicos