Cenários da dinâmica de hipercrescimento e colapso das revistas científicas brasileiras líderes na Ciência da Informação

  • Vinícius Medina Kern Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil;
  • Mauricio Uriona-Maldonado Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil;

Resumo

Os periódicos brasileiros em Ciência da Informação dependem tipicamente de trabalho semivoluntário, com escassa dotação de recursos. A inclusão de alguns deles em bases de dados importantes lhes confere status e faz atrair mais e mais submissões, sem adequar os recursos disponíveis. Este artigo explora esse contexto por meio de um modelo de dinâmica de sistemas que representa estoques e fluxos de artigos entre a submissão e a decisão editorial final. Simulamos 22 cenários alternativos, com oferta distinta de submissões, com ou sem intervenções (moratória de submissões e aumento agudo de rejeições preliminares). Diversos desses cenários indicam o risco iminente de colapso da revista, independentemente de intervenções que aliviam a sobrecarga apenas momentaneamente. Poucos editores sobrecarregados sustentam a continuidade do sistema.

Palavras-chave: Publicações científicas: periódicos. Qualis Capes. Produtivismo acadêmico. Revisão por pares. Comunicação científica.

Link: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/86934/52348

Publicado
2019-07-08
Seção
Resumos de artigos científicos