Expandindo o cosmos da representação social do conhecimento por meio da categorização de marcadores sociais da diferença

  • Sale Mário Gaudêncio Universidade Federal da Paraíba
  • Maria Elizabeth Baltar Carneiro de Albuquerque UFPB
  • Gisele Rocha Côrtes UFPB

Resumo

Esta investigação tem como objetivo analisar a contribuição dos marcadores sociais da diferença como categorias potencializadoras para uma representação social do conhecimento. Isso é postulado por se perceber que é preciso dar respostas ao problema: por que a representação do conhecimento, historicamente, tem valorizado essencialmente o paradigma físico em detrimento do paradigma social (CAPURRO, 2003)? Para responder a esta questão, tem-se como metodologia duas posições epistemológicas que, em certa medida, e, guardadas as devidas proporções, se complementam e dialogam. Nesse sentido, traz-se à tona a relação dialógica entre a teoria crítica e o pós-estruturalismo para subsidiar uma análise interseccional e permitir uma reflexão em torno dos marcadores sociais da diferença, que evidenciam a maneira como o conhecimento em ação está sendo representado na Base de Dados da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD). Do ponto de vista das considerações finais, verifica-se a necessidade de um diálogo interdisciplinar conduzido e articulado pela perspectiva interseccional que é, ao mesmo tempo, complexa e crítica, mas também conciliadora e includente.

Palavras-chave: Representação Social do Conhecimento. Marcadores Sociais da Diferença. Interseccionalidade. Conhecimento Social.Sociologia do Conhecimento.

Link:http://revista.ibict.br/liinc/article/view/4297

Biografia do Autor

Sale Mário Gaudêncio, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Ciência da Informação. Doutorando em Ciência da Informação na Universidade Federal da Paraíba. Bibliotecário-Documentalista da Universidade Federal Rural do Semi-Árido -Mossoró -RN
Maria Elizabeth Baltar Carneiro de Albuquerque, UFPB
Doutora em Letras. Professora Associada IV da Universidade Federal da Paraíba.
Gisele Rocha Côrtes, UFPB
Doutora em Sociologia. Professora Associada da Universidade Federal da Paraíba
Publicado
2019-07-08
Seção
Resumos de artigos científicos