Letramento Informacional nos currículos de Biblioteconomia no Brasil

  • Isabela Maria Arantes Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
  • Alberto Calil Junior Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)

Resumo

O artigo examina a inserção do Letramento Informacional nos currículos de bacharelado de Biblioteconomia no Brasil. Analisa componentes curriculares e projetos pedagógicos de cursos de Biblioteconomia oferecidos em instituições federais do Brasil selecionados, coletados em seus websites institucionais, por meio da metodologia de Análise de Conteúdo de Laurence Bardin. O estudo justifica-se pelo debate da formação atual do bibliotecário e dos aspectos concernentes a seu papel na dimensão didático-pedagógica nas instituições onde se insere. Apresenta enfoque na mediação como atividade central pela qual se efetiva o Letramento Informacional. Reafirma os processos de administração e gestão bibliotecária como predeterminantes nas ações de Letramento Informacional. Verifica que o termo Letramento Informacional surge apenas uma vez nos currículos de formação do bibliotecário analisados. Paralela a isso está a pertinência da temática do desenvolvimento das competências informacionais tanto na formação dos egressos quanto em sua relação com os usuários de informação. Palavras-chave: Letramento Informacional. Biblioteconomia. Currículo.Link: http://memoriaeinformacao.casaruibarbosa.gov.br/index.php/fcrb/article/view/24/41

Biografia do Autor

Isabela Maria Arantes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
Bibliotecária e pós-graduandado Mestrado Profissional em Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).
Alberto Calil Junior, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
Doutor em Ciências Sociais (Uerj) e docente do Departamento de Biblioteconômicos da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).
Publicado
2019-09-09
Seção
Resumos de artigos científicos