Recuperação da Informação no Banco de Dados do Arquivo Judicial do Fórum Cível de João Pessoa

  • Bárbara Carvalho Diniz UEPB
  • Danilo de Sousa Ferreira UEPB

Resumo

A quantidade informacional produzido na atualidade tem exigido cada vez mais eficácia e eficiência dos sistemas de recuperação da informação. Este trabalho teve como objetivo avaliar o sistema de recuperação da informação do Arquivo Judicial do Fórum Cível de João Pessoa, denominado Sistema de Comarcas Integradas do Tribunal de Justiça da Paraíba (SISCOM). O arquivo judicial do Fórum Cível Desembargador Mário Moacyr Porto é o maior arquivo da esfera estadual paraibana. Existem milhões de processos salvaguardados neste arquivo, o que faz com que o sistema que recupere os dados dos processos judiciais tenha que possuir um grau avançado de eficiência, eficácia e, principalmente, atenda as demandas de busca desejadas pelos usuários. Fundamenta-se nas bases bibliográficas da recuperação da informação (ARAÚJO JÚNIOR, 2007; SILVA, 2011; LUZ, 2005; LANCASTER, 2004; FEITOSA, 2006) e dos sistemas de bancos de dados (LAUDON; LAUDON, 2004). Esta pesquisa é classificada como de natureza aplicada, é exploratória descritiva e de abordagem qualiquanti. Usou-se o método de observação e questionário para coletar a opinião dos usuários do sistema. Os questionários foram aplicados numa amostra de nove participantes, em um universo de 50 usuários. A amostra de nove usuários que participou da pesquisa era jovem, de nível universitário, com conhecimento básico em informática, tinham vínculo de estágio, ex-estagiários, ou funcionário com o Arquivo Judicial. A maioria da amostra já usava o sistema entre um e dois anos. Em relação à satisfação com o sistema: grande parte avaliou sua interface textual como regular; todos afirmaram que o sistema não possui campos de busca suficientes, e sugeriram que deveriam existir mais opções para a busca de processos. A maioria dos participantes afirmou sentirse produtiva ao usar o sistema, porém afirmou que o sistema precisa de alterações para ser mais eficiente. No entanto, a maioria da amostra participante manteve posição neutra ou negativa com relação à recomendação de uso do SISCOM. Conclui-se que o sistema precisa de modificações, principalmente em relação à inclusão de outras opções de busca, permitir combinação de campos de busca, a fim de melhorar sua precisão e revocação, garantindo uma melhor usabilidade e satisfação do usuário. Assim, o SISCOM poderá contribuir de maneira mais significativa para uma justiça mais célere e efetiva para a sociedade paraibana.

Palavras-chave: Arquivo judicial. Recuperação da informação. Banco de dados.

Link: http://racin.arquivologiauepb.com.br/edicoes/v6_n2/racin_v6_n2_artigo01.pdf

Biografia do Autor

Bárbara Carvalho Diniz, UEPB
Mestranda em Ciência da Informação pelo Programa de PósGraduação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduada em Arquivologia pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).
Danilo de Sousa Ferreira, UEPB

Professor do curso de Arquivologia da UEPB. Mestre em Informática (2007) e graduado em Ciência da Computação (2004) pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Publicado
2019-09-09
Seção
Resumos de artigos científicos