Taxonomia inicial para o vocabulário e as enunciações extraídas de um corpo de editais de concursos públicos para profissionais da informação no Brasil

  • Francisco Carlos Paleta USP
  • José Antonio Moreiro Gonzalez Universidade Carlos III de Madrid

Resumo

Este trabalho tem por objetivo apresentar resultado de projeto de pesquisa em andamento, conduzido no Observatório do Mercado de Trabalho em Informação e Documentação – CNPq, da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo em colaboração internacional com Universidade Carlos III de Madrid. Se categoriza e desenvolve hierarquicamente a terminologia que representa o conhecimento específico necessário para passar nos testes e os enunciados das atividades a realizar nos concursos para o setor público brasileiro de Ciência da Informação. Como processo metodológico, a fonte dos termos são os editais dos concursos publicados entre 2015 e 2019 para arquivistas, bibliotecários e museólogos, junto a outras fontes procedentes de trabalhos anteriores do grupo de pesquisa. Apenas as declarações e termos relacionados às atividades e conhecimentos digitais são extraídos. A lista hierárquica das atividades é composta escassamente por 64 entradas, o que determina uma grande limitação quando da aplicação à uma oportunidade de emprego no setor privado. Porem as 651 entradas de termos são uma boa representação dos conhecimentos específicos requeridos e servirão para processar o corpus de anúncios de emprego a selecionar. Seus termos serão automaticamente marcados a partir da lista aqui oferecida. Uma vez que a comparação entre a lista e o texto das ofertas de trabalho não fornecerá uma correspondência exata das sequencias, deverá ser utilizado um software que permita estabelecer equivalências entre os termos deste vocabulário e as expressões dos anúncios de oferta de trabalho.

Publicado
2019-11-26
Seção
Pesquisas em andamento