Estado, democracia e tecnologia: conflitos políticos no contexto do big-data, das fake news e das shitstorms

Resumo

O presente artigo trata dos impactos que as novas tecnologias e alguns de seus potenciais fenômenos correspondentes (big-data, shitstorm, candystorm e fake news) têm sobre os processos eleitorais e, consequentemente, o modelo democrático existente na atualidade. Este trabalho se desenvolve a partir de um estudo interdisciplinar, abrangendo um conceitual teórico de ciências ligadas com comunicação, tecnologia, direito e política. O objetivo deste artigo é descrever os fenômenos do big-data, shitstorm, candystorm e fake news, a partir da literatura acadêmica existente, e indicar como todos eles terão uma relevância crescente no desenvolvimento dos processos eleitorais contemporâneos, criando a necessidade de novas iniciativas, no nível do Executivo, Legislativo e Judiciário, para evitar consequências deletérias capazes de afetar o equilíbrio das disputas eleitorais e a democracia como um todo.   Palavras-chave: Estado. Conflito. Tecnologia. Shitstorm. Big-data.   Link: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/3604

Biografia do Autor

Camilo Onoda Luiz Caldas

Doutor em Filosofia e Teoria Geral do Direito pela Faculdade de Direito da USP. Pós-Doutor em Democracia e Direitos Humanos pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (Portugal). Diretor do Instituto Luiz Gama, entidade que atua na defesa dos direitos humanos. Professor da Faculdade de Direito da Universidade São Judas Tadeu em São Paulo/SP e da Escola Paulista de Direito (EDP).

Pedro Neris Luiz Caldas

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Bacharel em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Publicado
2019-12-09
Seção
Resumos de artigos científicos