Egodocumentos: os documentos que expressam a personalidade, intimidade e motivações dos titulares de arquivos pessoais

  • Augusto César Luiz Britto Universidade da Amazônia
  • Analaura Corradi Universidade da Amazônia

Resumo

O presente trabalho constitui-se como uma revisão de literatura do tema “egodocumento” tendo como subsídio a historiografia holandesa que originou e aprofundou o termo e as publicações nacionais recentes na área da comunicação, linguística e historiografia. A pesquisa originou-se após a leitura do livro de Camargo; Goulart; (2007) que ao abordarem os Arquivos Pessoais citam os egodocumentos como aqueles documentos onde a intimidade e motivações dos titulares dos arquivos se fazem presente no processo de narrar a sua vida. A falta de um estudo mais abrangente sobre os “egodocumentos”, dentro da perspectiva arquivística, motivou a revisão da literatura principalmente ao que tange a história do termo, os conceitos enunciados e as principais espécies exemplificadas pelos autores que trabalham com o tema. Esse trabalho busca, portanto, contribuir com a literatura arquivística, principalmente para aqueles interessados em Arquivos Pessoais.

Palavras-Chave: Egodocumento. Arquivo Pessoal. Arquivo Familiar. Autobiografia

Link: https://periodicos.furg.br/biblos/article/view/7968

Biografia do Autor

Augusto César Luiz Britto, Universidade da Amazônia

Universidade da Amazônia. Mestre em Comunicação, Linguagens e Cultura.

Analaura Corradi, Universidade da Amazônia

Universidade da Amazônia. Doutora em Ciências Agrárias. Professora titular da
Universidade da Amazônia.

Publicado
2019-12-09
Seção
Resumos de artigos científicos