Web semântica em repositórios: ontologia para representação de bibliotecas digitais

  • Marcel Ferrante Silva Universidade Federal de Goiás
  • Dalton Lopes Martins Universidade de Brasília
  • Joyce Siqueira Universidade de Brasília

Resumo

A quantidade de objetos digitais armazenados em repositórios digitais cresce substancialmente, tornando iminente a necessidade de softwares interoperáveis e semânticos, que permitam às máquinas realizar, de forma automatizada, serviços como, processar, recuperar e reutilizar conteúdo. Para tal, é essencial o uso de ontologias que expressem as relações semânticas entre os objetos digitais. Dessa forma, este estudo propôs um modelo conceitual de ontologia voltada à representação de conteúdo semântico em repositórios digitais, utilizando como base duas consolidadas metodologias de desenvolvimento de ontologias, o Método 101, desenvolvido por Noy e McGuinnes (2001) e o método de Uschold e King (1995), assim como baseou-se nos preceitos da ontologia SIOC e do DSpace. Ao final, apresentou-se um modelo conceitual da ontologia para representação do conteúdo de um repositório digital em UML. O resultado visa aprimorar os processos, principalmente, para recuperação de dados na web, possibilitando ao usuário melhores resultados em suas buscas.

Palavras-Chave: Modelo conceitual. Ontologia. Repositório digital. Web semântica.

Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/5566

Biografia do Autor

Marcel Ferrante Silva, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Ciência da Informação.

Dalton Lopes Martins, Universidade de Brasília

Doutor em Ciência da Informação.

Joyce Siqueira, Universidade de Brasília

Doutoranda em Ciência da Informação.

Publicado
2019-12-09
Seção
Resumos de artigos científicos