A construção do conceito de práticas informacionais pelos pesquisadores do EPIC

Resumo

O objetivo deste trabalho é investigar como se deu a construção do conceito de Práticas Informacionais pelos pesquisadores do Grupo de Pesquisa Estudos em Práticas Informacionais e Cultura (EPIC). A pesquisa iniciou- se na disciplina “Usuários da Informação e Práticas Informacionais” do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da UFMG, ministrada pela Professora Dra. Adriana Bogliolo Sirihal Duarte, no segundo semestre do ano de 2017. Ressalta-se que foi a última pesquisa desenvolvida pela docente, líder do Grupo EPIC, realizada coletivamente com os discentes durante sua última disciplina no PPGCI. O estudo foi realizado com pesquisadores do PPGCI/UFMG que defenderam seus trabalhos dentro da temática de estudos de Usuários da Informação e Práticas Informacionais. Como procedimento metodológico utilizou-se entrevistas semiestruturadas realizadas com sete pesquisadores. Nos resultados observou-se que as primeiras pesquisas sobre Práticas Informacionais não utilizavam essa terminologia, apresentando-se como estudos de usuários vinculados à abordagem social. Dessa forma, esse conceito foi se desenvolvendo à medida em que as pesquisas foram sendo realizadas no PPGCI. Identificou- se a atual compreensão dos pesquisadores sobre as Práticas Informacionais, além da diferenciação entre práticas e comportamento informacional. Na concepção dos estudos em Práticas Informacionais no grupo EPIC, evidencia-se a liderança da Profa. Dra. Adriana Bogliolo com o desenvolvimento do conceito e metodologias de pesquisa para investigação das Práticas Informacionais.   Palavras-chave: Práticas Informacionais. Usuários e usos da informação. Comportamento do usuário.    Link: http://www.periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/41077/pdf

Biografia do Autor

Emanuelle Geórgia Amaral Ferreira, UFMG

Bacharel em Biblioteconomia, Doutoranda e Mestra em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Possui a trajetória acadêmica orientada pela extensão, pesquisa e ensino. Pesquisadora do grupo de pesquisa Estudos em Práticas Informacionais e Cultura (EPIC/UFMG) cadastrado no CNPq. Participou do Consórcio Doutoral do EDICIC, na Universidade de Barcelona, com a apresentação do projeto de tese intitulado "Biblioteconomia contemporânea: a Nova Biblioteconomia de Lankes no contexto brasileiro". Seus interesses de pesquisa estão em torno da Biblioteconomia, com ênfase na Ciência da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: trajetória, história e perspectivas contemporâneas da Biblioteconomia brasileira e da Ciência da Informação; a concepção da Nova Biblioteconomia no contexto brasileiro; usuários e práticas informacionais.

Flávia Ferreira Abreu, UFMG

Bacharel em Biblioteconomia (2010), Especialista em Gestão Estratégica da Informação (2012), Mestre em Ciência da Informação (2019) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Possui experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Gestão da Informação, atuou principalmente nos seguintes temas: leituras compartilhadas; biblioteca itinerantes, mediação de leituras e em gestão de sistema da informação.

Gracirlei Maria Carvalho de Lima, UFMG

Mestrado em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2018). Graduada em Biblioteconomia pela UFMG (2009) e especialista em Gestão em Documentos e Informação pela AVM Faculdades Integradas (2015). Trabalhou na Secretária de Educação de Contagem, no programa de leitura Além das Letras: por uma Contagem Leitora. Foi servidora na Polícia Civil/MG como Analista em Ciência da Informação. Atualmente é servidora pública federal no cargo de Bibliotecária-Documentalista na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Integrante do grupo de pesquisa Estudos de Práticas Informacionais e Cultura (EPIC) - ECI/UFMG.

Jéssica Patrícia Silva de Sá, UFMG

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Mestra em Ciência da Informação pela mesma instituição (2018). Possui graduação em Biblioteconomia pela UFMG (2016). Integrante dos grupos de pesquisa: "Gabinete de Estudos da Informação e do Imaginário" (GEDII) - PPGCI/UFMG (2019) e "Estudos em Práticas Informacionais e Cultura" (EPIC) - PPGCI/UFMG (2018 - presente). Atua como Bibliotecária na Biblioteca Pública Municipal Professor Francisco Tibúrcio de Oliveira, vinculada à Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura Municipal de Santa Luzia (MG). Atuou por dois anos como bolsista no GIZ - Diretoria de Inovação e Metodologias do Ensino Superior (UFMG) no Programa de Incentivo à Formação Docente (PIFD).Trabalhou por três anos como Auxiliar de Biblioteca Escolar no âmbito da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. Em 2015, recebeu o V Prêmio Carol Kuhlthau do Grupo de Estudos em Biblioteca Escolar (GEBE), vinculado à Escola de Ciência da Informação da UFMG, pelo desenvolvimento do projeto Clube do Livro na Escola Municipal Aurélio Pires. Tem interesse nas áreas de práticas informacionais e estudos de usuários da informação, com enfoque na apropriação da leitura literária e compartilhamento de leituras

Publicado
2019-12-09
Seção
Resumos de artigos científicos