Bookshelf tour: categorização do conhecimento a partir do discurso coletivo dos booktubers

  • João Batista Ernesto de Moraes Universidade Estadual Paulista, Marília, SP
  • Admeire da Silva Santos Sundström Doutoranda; Universidade Estadual Paulista, Marília, SP, Brasil;

Resumo

Existem diversas formas de se organizar o conhecimento e isso torna viável e necessário o estudo de instâncias populares de organização do conhecimento. Nesta pesquisa, o objeto de estudo é a comunidade booktube, que é composta por pessoas que dividem suas experiências literárias através de vídeos disponibilizados na plataforma YouTube. As análises dos vídeos permitiram classificar determinados booktubers como colecionadores de livros. Entende-se que o colecionismo bibliográfico ocorre em instância particular, é motivado por razões subjetivas e a organização desses acervos segue ordens próprias de cada colecionador, sendo assim, questiona-se: é possível aplicar a concepção de folksonomia para identificar as categorias de organização do conhecimento da comunidade booktube? O método é composto por duas etapas: a primeira, consiste na construção do aporte teórico, que buscou a definição conceitual dos assuntos relevantes para análise e interpretação dos dados. A partir disso, parte-se para a segunda etapa, que consiste no uso do Discurso do Sujeito Coletivo para extração dos termos utilizados pela comunidade em questão. Como resultado, percebeu-se a presença de categorias de organizações, a possibilidade do uso do Discurso do Sujeito Coletivo para categorização da linguagem natural e a memória coletiva implícita nesse sistema. Por fim, percebe-se a possibilidade de se utilizar a concepção de folksonomia para identificar modos de organização no colecionismo, os prós e os contras da linguagem natural em uma estrutura conceitual e a possibilidade de se interpretar a folksonomia em outros ambientes além da atual abordagem de processo ou produto de tagueamento na web 2.0.

Palavras-chave: Booktubers. Colecionismo bibliográfico

Link: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/82898/51964

Publicado
2019-12-11
Seção
Resumos de artigos científicos