A organização da informação no acervo de fitas cassetes de Marlui Miranda: ensaio prático

Resumo

O presente artigo tem como objetivo explorar o processo de organização da informação do acervo de fitas cassetes que pertencem à pesquisadora e compositora Marlui Miranda. O conteúdo das fitas consiste em gravações musicais e rituais, além de entrevistas, trilhas sonoras, seleções musicais, programas de rádio, conferências e peças teatrais – todos relacionados com a cultura indígena. Procurou-se organizar o acervo de modo que as necessidades da pesquisadora fossem atendidas e, ao mesmo tempo, as normas respeitadas. O procedimento metodológico consistiu de coleta de materiais, elaboração de gráficos e análise dos campos informacionais, além de revisão de literatura e consequente articulação de conceitos caros à pesquisa. Como resultado apresenta-se, em amostragem, uma diversidade de fitas cassetes de Marlui Miranda organizadas e sistematizadas em banco de dados particular possibilitando reflexões sobre o tratamento da informação da referida cultura.

Biografia do Autor

Giovana Deliberali Maimone, Universidade de São Paulo

Professora da Universidade de São Paulo (USP) no curso de Informação e Cultura (CBD) da Escola de Comunicações e Artes (ECA), desde março de 2014. Doutora em Ciência da Informação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Mestre em Ciência da Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2007). Bacharel em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Universidade Federal de São Carlos (2005). Estuda Ciência da Informação, com ênfase na área de Organização do Conhecimento e Representação da Informação, atuando principalmente em Análise Documentária, Linguística, Terminologia e Representação de Documentos visuais, Sonoros e Cinematográficos.

 

Publicado
2020-01-30
Seção
Pesquisas em andamento