Competência informacional para uma formação bibliotecária antirracista

  • Erinaldo Dias Valerio Universidade Federal de Goiás
  • Arthur Ferreira Campos UniversidadeFederal da Paraíba

Resumo

Relata uma pesquisa em andamento que analisa as competências informacionais dos (as) estudantes de Biblioteconomia do Brasil no campo das relações raciais. Argumenta a importância de bibliotecários (as) estarem munidos de informações que contribuam para uma elaboração de serviços e produtos informacionais de combate ao racismo no ambiente profissional e na sociedade. Determina, em seu percurso metodológico, um estudo descritivo ao passo que discorre a característica de uso da informação dos (as) estudantes de Biblioteconomia; e explicativo na medida que sugere explicações sobre os fatores que os (as) levam a serem ou não competentes em informação antirracista. Delimita o desmembramento metodológico em três momentos: no primeiro, a pesquisa bibliográfica para fundamentar o referencial teórico; no segundo, a investigação documental que contempla analisar o Projeto Pedagógico do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal da Paraíba, visando identificar as disciplinas que abordam, em suas ementas, a discussão sobre temática racial – população negra; no terceiro, o estudo de caso com a finalidade de decifrar os fenômenos investigados, aplicando questionários eletrônicos aos (as) estudantes da referida instituição. Finaliza, a partir dos resultados, que o citado Projeto Pedagógico do Curso não contempla disciplinas que discutam sobre a população negra, podendo interferir na formação antirracista. Comprova, por meio dos questionários, que os (as) discentes demonstram interesse na temática racial, sendo papel da gestão do curso prover disciplinas que abordem esses assuntos. Conclui ainda que alguns (mas) discentes conhecem as fontes de informação e são capazes até mesmo de sugerir materiais informacionais sobre a população negra para outros sujeitos.

Palavras-chave: Competência informacional. Relações raciais – população negra. Formação bibliotecária antirracista. Biblioteconomia. Universidade Federal da Paraíba.

Link: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1612/pdf

Biografia do Autor

Erinaldo Dias Valerio, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (PPGCI/IBICT-UFRJ). Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Pernambuco (PPGCI/UFPE) e Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Ceará (UFC/Campus Cariri). Atualmente é professor do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Goiás (UFG) e professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia (Mestrado Profissional) da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Participa do Núcleo Brasileiro Latino America e Caribenho de Estudos em Relações Raciais, Gênero e Movimentos Sociais (NBLAC).

Arthur Ferreira Campos, UniversidadeFederal da Paraíba

Graduado em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Graduando em
Arquivologia (UFPB) e Mestrando pelo Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade
Federal da Paraíba (PPGCI/UFPB). 

Publicado
2020-03-10
Seção
Resumos de artigos científicos