Competência crítica em informação como crítica à competência em informação

  • Arthur Coelho Bezerra
  • Marco Schneider Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
  • Gustavo Silva Saldanha Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Resumo

O presente artigo tem como objetivo formular uma crítica à noção de “competência” que subjaz o conceito de “competência em informação” (information literacy), mediante uma análise da noção institucional do termo em perspectiva histórica – desde a sua proposição em documento governamental norte-americano, na década de 1970, até seu desenvolvimento por instituições internacionais relevantes para os campos da Biblioteconomia e da Ciência da Informação, como a Association for College and Research Libraries (divisão da American Library Association) e a International Federation of Library Associations and Institutions. No plano metodológico, a pesquisa é desenvolvida por meio de: a) um diagnóstico diacrônico, observando o contexto de formação dos discursos institucionais que futuramente virão desenvolver o conceito; e b) um diagnóstico sincrônico, orientado para a análise crítica do contexto de aparecimento da “competência em informação” como categoria independente. A partir desta avaliação, que atende a um dos principais objetivos dos estudos de “competência crítica em informação” (critical information literacy), busca-se contribuir para uma reflexão que permita a superação dos obstáculos semânticos que instrumentalizam os preceitos da competência em informação (muitas vezes com vista a adaptá-los a interesses governamentais e mercadológicos) e a conquista dos horizontes ético-políticos de liberdade e autonomia informacional de indivíduos e comunidades no regime de informação contemporâneo.

Palavras-chave: Competência crítica em informação. Competência em informação. Teoria crítica. Emancipação social

Link: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/47337/27363

Biografia do Autor

Arthur Coelho Bezerra

Pesquisador Titular do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Brasil. Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do convênio entre o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia e a Uni-versidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil.

Marco Schneider, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Pesquisador Titular do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Brasil. Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do convênio entre o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil. Bolsista de Produtividade do CNPq. 

Gustavo Silva Saldanha, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Pesquisador Titular do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Brasil. Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do convênio entre o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil. 

Publicado
2020-03-29
Seção
Resumos de artigos científicos