Descrição arquivística, Records in Contexts (RiC) e Access to Memory (AtoM): análise exploratória da literatura científica

Resumo

As possibilidades advindas da ampliação dos recursos tecnológicos tem contribuído para a reconfiguração dos sistemas de informação e das formas de representação e acessos aos recursos informacionais. Com a descrição arquivística a conformação tem ocorrido, além dos mecanismos computacionais e de aplicações de softwares, com a proposição do modelo conceitual internacional de descrição arquivística, identificado como Records in Contexts (RiC). Assim, o questionamento central desta pesquisa centra-se em compreender qual o cenário da literatura científica sobre a descrição arquivística, o modelo conceitual internacional de descrição arquivística, identificado como Records in Contextx (RiC), proposto pelo International Council on Archives (ICA), e o software de aplicação de descrição arquivística, denominado AtoM, cujo desenvolvimento inicial também se deu pelo ICA. A pesquisa, com abordagem qualitativa, faz uso, também da abordagem quantitativa, haja vista a necessidade de se identificar quais são os destaques nos resultados da pesquisa. De natureza aplicada busca objetivos exploratórios e faz uso da pesquisa bibliográfica e documental para o alcance dos resultados. Para a análise dos dados coletados fez-se uso de gráficos, tabelas, nuvens de tags e de conteúdo.

Palavras-chave: Descrição arquivística. Automação de arquivo, Arquivologia. Documento arquivístico. Normas de descrição arquivística.

Link: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8652807

Publicado
2020-03-28
Seção
Resumos de artigos científicos