A importância da mediação comunicativa da informação na prática bibliotecária

  • Jetur Lima de Castro Universidade Federal do Pará
  • Luiz Eduardo Ferreira da Silva Universidade Federal da Paraíba
  • Alessandra Nunes de Oliveira Universidade Federal do Pará

Resumo

Resumo: Considerando que ações comunicativas possibilitam práticas relacionais que percorrem para além da transferência de conhecimento nas atividades bibliotecárias, objetiva-se analisar a importância da Mediação da
Informação como ação de libertação coletiva na prática dos bibliotecários. Para isso, buscou-se um estudo teórico, cujo desenvolvimento se baseou na idéia de ação comunicativa de Jurgen Habermas, a partir da autorreflexão. Assim, notase que, na prática bibliotecária a Mediação da Informação, prevalece na racionalidade instrumental da técnica e, por esta razão precisa, portanto, percorrer o plano de ações comunicativas e emancipadas. Embora o assunto estudado seja explorado pela literatura, deve-se considerar que seus fundamentos teóricos e práticos ainda não foram projetados criticamente, especialmente ao avaliarem as “novas” relações de debate em seu ambiente e um novo significado nas práticas bibliotecárias.

Palavras-chave: Ação Comunicativa. Razão Instrumental. Emancipação. Mediação. Bibliotecário.

Link: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pbcib/submission/wizard/2?submissionId=55337#step-2

Biografia do Autor

Jetur Lima de Castro, Universidade Federal do Pará

Mestrando; Universidade Federal do Pará, Belém, PA, Brasil

Luiz Eduardo Ferreira da Silva, Universidade Federal da Paraíba

Doutor; Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil

Alessandra Nunes de Oliveira, Universidade Federal do Pará

Mestranda; Universidade Federal do Pará, Belém, PA, Brasil;

Publicado
2020-09-21
Seção
Resumos de artigos científicos