Revistas científicas em acesso aberto brasileiras no DOAJ: modelos de negócio e sua sustentabilidade financeira

  • Vinicius Pereira Universidade Federal de São Carlos
  • Ariadne Chloe Furnival

Resumo

No acesso aberto, é possível constatar uma grande variedade de modelos de negócio. O propósito desta pesquisa foi mapear os modelos de negócio das revistas científicas em acesso aberto brasileiras no Directory of Open Access Journals (DOAJ) com ênfase em sua sustentabilidade financeira. Como método de pesquisa, foi realizado um levantamento bibliográfico e documental, com coleta de dados, observando os existentes e possíveis tipos de modelo de negócio para as revistas em acesso aberto. Os dados foram classificados conforme campo do conhecimento coberto pela revista. A análise foi feita baseada no contexto da publicação científica no Brasil, na literatura e nas informações obtidas com os periódicos. Os resultados apontam a prevalência de três modelos de negócio no Brasil, relacionados às taxas de processamento dos artigos. Observou-se que a cobrança das taxas ainda é pouco utilizada no Brasil. Sobre os valores cobrados pelas Article Processing Charges (APCs), observou-se grande variabilidade, apontando uma ausência de valores de referência. Conclui-se que a predominância do financiamento externo demonstra vulnerabilidade econômica dos periódicos. A adoção do modelo de negócio misto, de financiamento externo aliado à cobrança de taxas, mostrou-se como alternativa momentânea, mas o acesso aberto exige uma reformulação de seus modelos de negócio.   Palavras-chaves: Acesso aberto. Periódico científico. Modelo de negócio. APC. DOAJ   Link:http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/article/view/9695/6284
Publicado
2020-09-22
Seção
Resumos de artigos científicos