[1]
R. Marques e F. E. de M. Nascimento, “FAZER-SE ESTADO A PARTIR DAS FRONTEIRAS: circulação de corpos, objetos e significados entre os muros da prisão”, Rev. Pol & Trab, vol. 1, nº 50, p. 249-270, nov. 2019.