MARX E ENGELS COMO CRÍTICOS DA JUSTIÇA

Autores

  • Vitor Sartori Professor adjunto da faculdade de Direito da UFMG

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1678-2593.2017v16n32.32994

Resumo

abordaremos a questão da justiça em Marx e Engels, tentando explicitar como a crítica dos autores ao Direito está companhada de uma crítica à noção de justiça. Buscaremos deixar claro que os autores não acreditam ser possível contrapor Direito e justiça já que, em verdade, a noção de justiça traria, segundo os autores, certa ocultação das vicissitudes da sociedade civil-burguesa. Nos autores do Manifesto comunista, pretendemos mostrar, a questão da justiça é inseparável do terreno do Direito e pressupõe determinado modo de produção, o capitalista, tendo-se a crítica a qualquer concepção de “justiça eterna” ou de “justiça das transações”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2017-07-20

Como Citar

SARTORI, V. MARX E ENGELS COMO CRÍTICOS DA JUSTIÇA. Prim Facie, [S. l.], v. 16, n. 32, p. 01–44, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.1678-2593.2017v16n32.32994. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/primafacie/article/view/32994. Acesso em: 24 set. 2023.