O PROBLEMA DA EFETIVAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS: UMA CRÍTICA A RICHARD RORTY A PARTIR DA AMÉRICA LATINA

Autores

  • Pedro Parini Universidade Federal de Pernambuco
  • Maria Luiza Caxias Albano Universidade Federal da Paraíba
  • Maria Angélica Albuquerque Moura de Oliveira Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1678-2593.2017v16n33.35665

Palavras-chave:

Richard Rorty, América Latina, direitos humanos, pensamento descolonial latino-americano.

Resumo

Com o fim de tecer críticas válidas ao modelo de direitos humanos até então mundialmente vigente, – considerando ser este um modelo hegemônico, racionalista, abstrato, e, portanto, pouco prático –, o pensador neo-pragmatista Richard Rorty desenvolve associações que seriam, em sua concepção, mais úteis para a efetivação dos direitos humanos. Ocorre que o desenvolvimento realizado pelo mencionado autor não leva em consideração aspectos que subjazem à interação entre sujeitos, sobretudo aqueles de culturas diversas, e, assim, ignora as relações de poder existentes entre diferentes nichos culturais. Dessa forma, o presente trabalho tem por escopo realizar um contraponto à proposta rortyana de direitos humanos a partir do aporte das teorias descoloniais da América Latina, mormente a partir das propostas teóricas de Walter Mignolo e de Aníbal Quijano. Assim, utiliza-se a revisão bibliográfica para demonstrar os espaços vazios no pensamento neo-pragmatista de Richard Rorty a respeito de direitos humanos. Trata-se de uma pesquisa teórica, elaborada a partir de fontes bibliográficas, com base no método comparativo de abordagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Parini, Universidade Federal de Pernambuco

Professor Adjunto da Faculdade de Direito do Recife (Universidade Federal de Pernambuco - UFPE). Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Jurídicas da Universidade Federal da Paraíba. Coordenador do Grupo de Pesquisa "Retórica, Hermêneutica e Direito". Pós-doutorado pela Università di Bologna, Itália com duração de 12 meses e financiamento pela CAPES. Doutor em Direito pela UFPE.

Maria Luiza Caxias Albano, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ciências Jurídicas da Universidade Federal da Paraíba, área de concentração Direitos Humanos, especialidade em Teoria Crítica dos Direitos Humanos e Filosofia do Direito, bolsista CAPES.

Maria Angélica Albuquerque Moura de Oliveira, Universidade Federal da Paraíba

Mestra em Ciências Jurídicas pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Jurídicas

Referências

ALVES, José Augusto Lindgren. Os Direitos Humanos na pós-modernidade. São Paulo: Perspectiva, 2013.

ASHCROFT, Bill; GRIFFITHS, Gareth; TIFFIN Helen. Key concepts in post-colonial

studies. 2nd ed. London: Routledge, 2007.

ATIENZA, Manuel. Marxismos y Derechos Humanos. In: FEITOSA, Enoque; FREITAS, Lorena. (Orgs.). Marxismo, Realismo e Direitos Humanos. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2012.

BLANCO, Juan. Cartografia del Pensamiento Latino Americano Contemporáneo: uma introducción. Guatemala: Universidad Rafael Landívar, 2009.

BRAGATO, Fernanda F. Para além do discurso eurocêntrico dos direitos humanos: contribuições da descolonialidade. In: Revista Novos Estudos Jurídicos – Eletrônica, Vol. 19, Nº 1, p. 201-230, jan-abr 2014.

CASTRO-GÓMEZ, Santiago. La Poscolonidad explicada a los niños. Bogotá: Universidad Javeriana, 2005.

DOUZINAS, Costas. O fim dos Direitos Humanos. São Leopoldo: Unisinos, 2009.

HABERMAS, Jürgen. Verdade e justificação. Ensaios filosóficos. Tradução M. C. Mota. São Paulo: Loyola, 2004.

KAUFMANN, Rodrigo de Oliveira. Direitos Humanos, Direito Constitucional e Neopragmatismo. Tese (Doutorado em Direito) – Faculdade de Direito, Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

MIGNOLO, Walter. The Idea of Latin America. Oxford: Blackwell Publishing, 2005.

OLIVEIRA, Luciano. 10 lições sobre Hannah Arendt. Rio de Janeiro: Vozes, 2012.

PERRY, Michael. Toward a Theory of Human Rights. New York: Cambridge University Press, 2006.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: Colección Sur Sur, CLACSO, setembro 2005. p. 227-278.

QUIJANO, Aníbal. Coloniality of Power, Eurocentrism, and Social Classification. In: DUSSEL, Enrique et al. Coloniality at large: Latin America and postcolonial debate. Durham, USA: Duke University Press, 2008. p. 204.

RORTY, Richard. Human Rights, Rationality, and Sentimentality. In: SHUTE, S.; HURLEY, S. (Org.). On Human Rights. The Oxford Amnesty Lectures 1993. New York: Basic Books, 1993.

RORTY, Richard. Feminismo, ideologia e desconstrução: uma visão pragmática. In: ZIZEK, Slavoj. Um mapa da Ideologia. Tradução:Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

RORTY, Richard. Contingência, ironia e solidariedade. Tradução Vera Ribeiro. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

RORTY, Richard. A filosofia e o futuro. In: Pragmatismo e política. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

SAID, Edward. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Tradução Tomás Rosa Bueno. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

WALSH, Catherine. La educación Intercultural en la Educación. Peru: Ministerio de Educación. 2001.

ZIZEK, Slavoj. Contra os Direitos Humanos. Tradução: Sávio Cavalcante. In: Mediações, Londrina, v. 15, n.1, p. 11-29, Jan/Jun. 2010.

Downloads

Publicado

2017-11-27

Como Citar

PARINI, P.; ALBANO, M. L. C.; DE OLIVEIRA, M. A. A. M. O PROBLEMA DA EFETIVAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS: UMA CRÍTICA A RICHARD RORTY A PARTIR DA AMÉRICA LATINA. Prim Facie, [S. l.], v. 16, n. 33, p. 01–25, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.1678-2593.2017v16n33.35665. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/primafacie/article/view/35665. Acesso em: 14 jun. 2024.