A Obra de Sílvio Romero no Desenvolvimento da Nação como Paradigma: da Dicotomia entre o Positivismo e a Metafísica à Adoção do Evolucionismo Spenceriano na Transição Republicana

Autores

  • Camila Colares
  • João Maurício Adeodato

Palavras-chave:

Ethos, Logos, Pathos, Retórica

Resumo

O trabalho teve como objetivo analisar a concepção filosófica presente na obra de Sílvio Romero. Por meio do estudo de movimentos e ideais que influenciaram o autor, assim como da abordagem dos temas expostos pelo mesmo, será possível ter uma visão mais transparente das raízes de seus pensamentos. Sua vida e obra foram analisadas de forma panorâmica, para em seguida aprofundar os aspectos filosóficos e jurídicos mais destacados de sua obra. A análise dos textos de Romero foi realizada à luz do uso da retórica e das chamadas provas de persuasão: ethos, pathos e logos. Assim será possível observar e compreender os métodos utilizados pelo autor para persuadir o público alvo de seus discursos. Desta forma, o presente trabalho analisou, principalmente, Romero como precursor da modernização do Direito no Brasil por meio de seu “cientificismo” que acabou por influenciar o Código Civil de 1916.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-09-12

Como Citar

COLARES, C.; ADEODATO, J. M. A Obra de Sílvio Romero no Desenvolvimento da Nação como Paradigma: da Dicotomia entre o Positivismo e a Metafísica à Adoção do Evolucionismo Spenceriano na Transição Republicana. Prim Facie, [S. l.], v. 10, n. 19, p. 36–66, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/primafacie/article/view/9833. Acesso em: 13 jun. 2024.