[ID 43372] INFLUÊNCIA DA MÚSICA DE PREFERÊNCIA NA RESISTÊNCIA DE FORÇA E ESTADO DE HUMOR EM EXERCÍCIOS RESISTIDOS

  • Juliana Campos Ressetti
  • Amanda Cristiane de Araújo
  • Nilo Massaru Okuno

Resumo

Objetivo: Investigar a influência da música de preferência no desempenho de resistência de força em exercícios dinâmicos com pesos em homens adultos jovens. Metodologia: Estudo transversal realizado com dez indivíduos do sexo masculino (idade 21,5 ± 3,3 anos, massa corporal 85,02 ± 17,18 kg, estatura 180,5 ± 6,59 cm), os quais realizaram testes de uma repetição máxima (1-RM) para os exercícios rosca direta e supino reto, a fim de determinar a carga do teste de resistência de força. Posteriormente, realizaram-se testes de resistência de força (quatro séries até a falha) a 70% de 1 RM, com e sem música de preferência. As variáveis analisadas nas quatro sessões foram o número de repetições, a percepção subjetiva de esforço (PSE), o estado de humor (∆BRUMS) e o índice de fadiga (IF). Resultados: Não existiu diferença ao se utilizar a música de preferência nos dois exercícios avaliados no número de repetições, IF e PSE (p>0,05). ∆BRUMS não foi influenciado em todas as dimensões do questionário na rosca direta (p>0,05) e em supino reto. Somente o vigor apresentou influência significante (p<0,05) da música. Conclusão: A audição da música de preferência em headphone não causa influência no desempenho do teste de resistência de força em exercícios com pesos, entretanto melhora o vigor no exercício multiarticular supino reto. DESCRITORES: Esforço Físico. Percepção Auditiva. Afeto.
Publicado
2020-06-18
Como Citar
Ressetti, J. C., de Araújo, A. C., & Okuno, N. M. (2020). [ID 43372] INFLUÊNCIA DA MÚSICA DE PREFERÊNCIA NA RESISTÊNCIA DE FORÇA E ESTADO DE HUMOR EM EXERCÍCIOS RESISTIDOS. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 24(2). https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2020v24n2.43372
Seção
Artigo de Pesquisa