COMPARAÇÃO DO USO DO HIPOCLORITO DE SÓDIO E DA CLOREXIDINA COMO SOLUÇÃO IRRIGADORA NO TRATAMENTO ENDODÔNTICO: REVISÃO DE LITERATURA

  • Roberta Ferreti Bonan
  • André Ulisses Dantas Batista
  • Renata Pardini Hussne

Resumo

A importância da limpeza mecânica e química do sistema de canais radiculares durante o tratamento endodôntico tem sido repetidamente enfatizada. O objetivo deste trabalho foi avaliar as propriedades da clorexidina como irrigante endodôntico, em comparação ao hipoclorito de sódio quanto à atividade antimicrobiana, biocompatibilidade, substantividade, dissolução do tecido pulpar, eliminação de lipopolissacarídeos, remoção de smear layer e uso combinado de ambas as soluções, através de um levantamento da literatura específica sobre o tema. A pesquisa foi realizada nas bases de dados: PUBMED, Portal de Periódicos CAPES, SCIELO, BBO, BIREME e LILACS. Como palavras chaves utilizou-se os termos: chlorhexidine/clorexidina, root canal irrigant/irrigantes de canal radicular e sodium hypochlorite/hipoclorito de sódio e como intervalo de tempo, os artigos publicados de 1981 a 2011. Inicialmente obteve-se 200 artigos, os quais foram selecionados, utilizando-se 45 artigos. Tanto o hipoclorito de sódio quanto a clorexidina apresentam efeitos antimicrobianos. A clorexidina, ao contrário do hipoclorito de sódio, apresenta biocompatibilidade, não sendo irritante aos tecidos periapicais, além de possuir substantividade, isto é, tem efeito antimicrobiano residual. O hipoclorito de sódio é capaz de dissolver tecidos orgânicos, talvez sua principal vantagem sobre a clorexidina. Ambos não são capazes de inativar os lipopolissacarídeos nem de remover totalmente a smear layer. O uso combinado dos dois irrigantes gera a formação de um precipitado, cujos efeitos biológicos não são completamente conhecidos. DESCRITORES Clorexidina.
Publicado
2011-07-12
Como Citar
Bonan, R. F., Batista, A. U. D., & Hussne, R. P. (2011). COMPARAÇÃO DO USO DO HIPOCLORITO DE SÓDIO E DA CLOREXIDINA COMO SOLUÇÃO IRRIGADORA NO TRATAMENTO ENDODÔNTICO: REVISÃO DE LITERATURA. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 15(2), 237-244. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/rbcs/article/view/9932
Seção
Revisão