Carne de caprinos e ovinos do Nordeste: Diferenciação e agregação de valor

Roberto Germano da Costa, Neila Lidiany Ribeiro, Iara Tamires Rodrigues Cavalcante, Francisca Fernanda da Silva Roberto, Patrícia Rodrigues de Lima

Resumo


Essa revisão tem por objetivo propor maneiras de aumentar a viabilidade econômica de forma a promover aumento da lucratividade da cadeia produtiva da caprinovinocultura de corte no Nordeste brasileiro. Iremos abordar fatores que afetam a qualidade final do produto e formas de agregar valor ao mesmo. Em virtude do crescimento populacional mundial constante, é necessário que as indústrias e os diversos ramos dos setores agropecuários e alimentício, acompanhem a nova demanda por alimentos, fornecendo produtos de boa qualidade, alto valor biológico, menor teor de gordura saturada, preço acessível, variedades, e que apresente praticidade de preparo e consumo. A qualidade da carne é definida de acordo com as suas propriedades físico-químicas, sendo que estas propriedades são determinadas por fatores inerentes ao individuo (genética, sexo, idade) ao clima (radiação solar, temperatura, umidade), à fazenda de origem (manejo alimentar), transporte, manejo pré-abate, abate e pós-abate.

Palavras-chave


buchada, identificação geográfica, manta de Petrolina, sarapatel

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15528/rcpa.v21i1.47926

Apontamentos

  • Não há apontamentos.